relacionamentos

“Hollywood é dos barbados: depois que Brad Pitt adotou o visual de náufrago, vários atores também aposentaram o barbeador. Será que a onda pega?”

Começava assim o artigo de Fernanda Collavitti que li outro dia. E ela faz questão de deixar claro que nem conta aquela barba por fazer, ao melhor estilo Lost, não… o comentário era sobre os que têm cara de naúfrago de verdade, sem apetrechos de barbearia das sobras do avião para manter a face de galã.

“#Quero ver raspar”, gillette contra os peludos,Oscar, beard boys, homens de barba, homens de barba no Oscar, visual com barba, porque os homens usam barba, livro sobre barbas, barbados no Oscar, publicidade para homens, leis do conar, como denunciar no conar, regras do conar,

Citando o psiquiatra canadense Allan Peterkin, autor do livro One thousand beards – A cultural history of facial hair (algo como Mil barbas – A história cultural dos pelos faciais, que eu vou ler no link acima, em Google Book), trata-se de uma “rebelião divertida”. Segundo ele, como estão no topo (como Jeff Bridges, que acabou de ganhar um Oscar), estes homens sabem que não serão punidos pela travessura. O especialista afirma também que, para atores considerados símbolos sexuais, deixar a barba crescer é uma maneira de mudar sua imagem pública, dizer que são artistas sérios, não apenas rostinhos bonitos. “Eles também estão mostrando que não são escravos da indústria cinematográfica e que os estúdios não podem mais ditar como devem ser sua aparência e atitude”.

Fiquei lembrando do quanto eu achava sexy o Gui ostentar, no segundo grau (é, a gente estudou junto uns anos antes de começar a namorar) uma barba por fazer. No meio da molecada adolescente ele tinha aquele jeito de homem – e a barba pesava no inconsciente feminino sim. E lembrei de como relutei em achar legal ele deixar a barba crescer mesmo há um ano, quando ele mudou de carreira e se viu livre para este visual que parece mais largado. E aí, duas coisas que eu achei que, como mulher de barbudo, devia contar: primeiro, não é algo para reclamar não (pelo menos a barba do Gui é bem macia, ao contrário da barba por fazer, que sempre machucou meu rosto) e, segundo, dá um trabalhão manter a barba. Quem vê acha que é largado, mas eu que vejo, sei que é style, porque tem que manter bem, ir sempre ao barbeiro, etc e tal. A não ser que o cara fique com a cara de professor enfurnado no laboratório que o Jim Carrey ostentava há uns dias ou com o jeito de Sadam Hussein que o Antonio Bandeiras ficou barbudo e grisalhão.

“#Quero ver raspar”, gillette contra os peludos,Oscar, beard boys, homens de barba, homens de barba no Oscar, visual com barba, porque os homens usam barba, livro sobre barbas, barbados no Oscar, publicidade para homens, leis do conar, como denunciar no conar, regras do conar,

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas