casa / mãe

pascoa com as crianças 4 foto de Sam Shiraishi proibida reprodução

É sábado de Aleluia  e, como nós não viajamos para ver os avós, tios e primo, optamos por passar estes dias de festa em família, diria que quase em recolhimento familiar, cozinhando. A brincadeira que fizemos em 2009 – que rendeu sorrisos banguelas e borrados de chocolate – se repetiu ontem com a criação dos nosos ovos e bombons em casa.

pascoa com as crianças 4 foto de Sam Shiraishi proibida reprodução

Como contei no Conversas de Cozinha (e está na revista dos blogs de Páscoa, edição que acabei de postar), “tenho uma história de menina com chocolates decorados: quando estava na oitava série eu e uma amiga (curiosamente uma das minhas colegas de escola mais ricas!) passamos meses fazendo artesanato e chocolates caseiros para a tia dela vender numa loja no interior. Dava um cansaço danado, eu fazia os deveres correndo e depois passava horas preparando bombons e pirulitos de chocolate. Mas me divertia muito também e aprendi a dar valor ao sabor – e ao custo, muito além do financeiro, que está embutido no trabalho”.

pascoa com as crianças 4 foto de Sam Shiraishi proibida reprodução

Ontem os meninos acabaram sentindo isso conosco e, no meio da confusão doce (e salgada, porque enquanto Gui cuidava dos chocolates, eu fiz uma pizza caseira para alimentar os operários da nossa Fantástica Fábrica de Chocolates), lembramos os motivos das tradições dos cristãos (o sacrifício de Jesus, o calvário e a ressurreição) e judeus (da Pessach) com as crianças.

Cozinhar com filhos é trocar amor - massinha de pizza em forma de coração by @giorgio_bros

🙂

Então minha dica cultural deste sábado é ter um momento em família para pensar além do lado comercial da Páscoa, quem sabe como nós fizemos, sem deixar de lado o sabor doce das comemorações e tradições brasileiras, mas igualmente sem perder a chance de relembrar em família os momentos “históricos” que motivaram esta “folga” que temos para aproveitar juntos.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas