A história da cegonha e porque cuidar de quem se ama desde cedo ensina valores

Ter filhos é reaprender a dar valor e tomar cuidado com as mínimas coisas da vida. Ao mesmo tempo em que a gente revê conceitos, descobrindo no convívio com a pureza de sentimentos deles, como coisas pequenas e simples do cotidiano são cheias de valor, relembramos dos cuidados básicos com a vida humana, detalhes que vão além dos grandes feitos e que são o diferencial para uma vida feliz.

Dentre estes cuidados, o primeiro que a gente aprende é com a pele do bebê e, garanto, é um cuidado que acompanha a relação de pais e filhos para sempre. Se o tempo das fraldas passa rápido, a afetividade do cuidado não. Sempre fui muito ciosa dos cuidados com os meus meninos e tinha certo orgulho da pele saudável deles, resultado de atenção constante que eu e meu esposo sempre tivemos com eles – sim, os pais, felizmente, estão cada dia mais presentes em tudo e são ótimos trocadores de fralda se a gente deixa que pratiquem!

Agora, com dois mocinhos em casa, ainda vejo este cuidado neles quando estamos na praia ou piscina, cuidando um do outro no sol do verão, ou no inverno, quando a pele pede hidratação extra. Ao notar a forma como gostam dos meus cuidados, sem se esquivar de manter a saúde (coisa de homem, né?) e ao mesmo tempo se preocupam comigo, noto que ensinamos bem e que a mensagem enviada lá, nos primeiros cuidados das trocas de fraldas, valeu muito!

E se você está na fase dos bebês e das fraldas, aproveite muito e curta seus pequenos! Mas não descuide da pele, no verão ou no inverno, hein?

Bepantol® Baby dá uma força pra você e seu bebê ajudando na proteção diária contra assaduras, vá até o site www.cegonhasexpress.com.br e conte “Por quê não posso ficar sem Bepantol® Baby?” – a mãe que enviar a melhor resposta será selecionada para participar, junto com seu bebê, do filme da cegonha atrapalhada. A produção virará filme para TV.
Corre lá e participe!

20120105-140212.jpg

P.S. O vídeo da campanha de Bepantol® Baby mostra cegonhas e bebês, você sabe de onde veio esta relação? A lenda é escandinava e alguns estudiosos afirmam que a a forma das mães explicarem para as outras crianças que a família aumentara. A escolha da cegonha como símbolo se relaciona à sua docilidade e seu jeito protetor, pois a ave dedica atenção especial e carinho às doentes ou mais velhas.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook