entretenimento

Na semana passada me diverti vendo – e relembrando – momentos únicos da teledramaturgia brasileira. Os meninos vieram brincar comigo de lembrar quem era quem nas poucas novelas que eles já acompanharam em suas vidinhas – a maioria descobri, de Walcyr Carrasco, portanto com elenco parecido, do núcleo de Jorge Fernando, como a nossa saudosa Caras e Bocas.

Delicioso lembrar, ao ver as imagens, das músicas de abertura, trama e personagens que, de um jeito ou de outro, fizeram parte da nossa rotina em certa fase da vida. Assim como a música de Friends me remete a uma fase de grande saudodismo da faculdade, O Cravo e a Rosa e o “jura, jura, de coração” de Zeca Pagodinho me fazem pensar no filhote bebê dançando em frente à TV. Mas tem tanta coisa no tal Guia Ilustrado de Novelas e Séries que dá para relembrar, com saudade, de toda família, a televisiva e a real, ambas, sem dúvida, do coração. Quer coisa que tenha mais a cara da família brasileira do que ver novela?

Sabem que eu não levava TV tão a sério até a faculdade de jornalismo. Tivemos que realizar um trabalho, ainda no primeiro ano, sobre a história do Brasil, mas o desafio era falar sobre um período usando como viés um meio de comunicação de massa – eu falei da política usando músicas de Caetano Veloso das décadas de 1960-70 – e uma colega que era atriz (e hoje é escritora) fez um dos melhores discursos que já vi na vida falando só de novelas. Foi apaixonante e me fez mudar a visão sobre a teledramaturgia e sua importância no registro da história do cotidiano brasileiro.

E se você gosta do tema também – ou precisa fazer alguma pesquisa – vale conhecer o espaço de Memória da Globo, disponível neste site.

P.S. E para quem gosta de quiz, uma dica: soube que está disponível no Orkut um quiz inspirado no livro que conta tudo sobre as novelas e minisséries que fizeram história nos 45 anos da Globo. O aplicativo permite testar, em três níveis de perguntas, seus conhecimentos sobre os atores, personagens e tramas da TV, com direito a ranking ranking com os participantes que acertaram mais perguntas em menos tempo, garantindo mais interação à brincadeira. 😉

Você pode gostar também de ler:
“Misteriosa mulher é encontrada na Times Square, sem quaisquer lembranças de quem ela é e
Digite Blindspot em uma busca do Google e eis o que você vai encontrar de
O carnaval passou e a grana está justa e o cansaço bateu depois os excessos?
Série de TV super popular na minha infância, MacGyver é uma piadinha que mostra sua
Exatamente na semana em que comecei a usar um Windows Phone (o Nokia Lumia) chegou
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas