destaque / empreendedorismo

No dia do jornalista, Cesar Gouveia, estudante de Comunicação que conheci num #riafestival e do qual me aproximei por conta da versão do Voz da Comunidade no bairro vizinho ao meu, é outro sopro de ar fresco para quem anda cansado da profissão. Ha algumas semanas conheci a ONG na qual ele atua em projetos de educomunicação para jovens ensinando a atuar no rádio como produtores de conteúdo. Um trabalho lindo e excelente!

Dias depois, recebi o primeiro exemplar do jornal impresso que ele tem feito para a comunidade da Vila Prudente. Só estes dois projetos já seriam geniais, né? Mas tem mais: referência a um dos jornalistas que mais admiro: Gay Talese, que tive a honra de conhecer numa FLIP. 🙂

Mas chega de palavras minhas, vejam como o Cesar se define:

“De fato, ainda estou formado pela faculdade e nem pela vida. Na academia faltam só mais dois semestres rs e até aqui aprendi por demais. Em especial com o autor deste livro, Honra teu pai, de Gay Talese. Digamos que um mestre para quem pretende ser repórter dos bons. Diria mais: indispensável para se ter como referência.
Quando comecei a profissão, três anos atrás, não me imaginava como editor-chefe, repórter, nada disso. Ao passar dos anos fui adquirindo experiência e muita mais vontade de aprender com referências. Hoje vejo o quanto está sendo lindo. A nossa profissão é diferente na prática. Sofremos, ganhamos pouco (exceto o Bonner), mas ao mesmo tempo somos muito felizes. É uma profissão que você faz por dom e principalmente por amor.  Sou grato demais por essa profissão. Aos amigos e colegas de profissão, parabéns!” 

Cesar Gouveia tem 24 anos, é estudante de jornalismo na FAPCOM, assistente de coordenação do Projeto Conectados da FUNSAI e editor-chefe do jornal Vozes das Comunidades da Vila Prudente – esse aí, da foto com meus filhotes, que serão seus novos alunos no curso de rádio.

😉

10401897_10153160091548119_7551406482321339369_n
Nota da Editora: No Dia do Jornalista conversei com alguns colegas que são diferentes nas suas opções atuais de trabalho. Minha ideia era mostrar, em exemplos reais que eu acompanho, que há um universo de infinitas possibilidades para quem é bom e faz o que gosta. Acompanhe todas as histórias na busca #diadojornalista do blog.  
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas