1 mês de ação em prol do empoderamento feminino focado em meninas #GirlUp

em prol do empoderamento feminino focado em meninas

No dia 01/10 vi um update que me pareceu uma convocação: uma contagem regressiva de 11 dias de ação (#11DaysofAction) da UN Foundation em prol do empoderamento feminino focado em meninas. Na hora lembrei do post Por ser menina e do projeto 5by20 comecei a convidar amigas para escreverem sobre sua visão, experiência e sonhos, e como acham que seu testemunho de vida pode influenciar positivamente as mulheres do futuro.

Pensei não só em fazer um countdown para o dia 12 de outubro, mas aproveitar o mês, que é das crianças, dos professores e do movimento Outubro Rosa, para falarmos dos nossos sonhos, nossas ações e das perspetivas e desafios reais para melhorarmos a vida das meninas.

1 mês de ação em prol do empoderamento feminino focado em meninas!

Quer se inspirar? Veja o vídeo abaixo:

1 mês de ação em prol do empoderamento feminino focado em meninas

Quem aceita escrever para eu publicar ao longo do mês no @avidaquer? Basta mandar seu texto para o e-mail avidaquer@gmail.com ou comentar aqui quando postar no seu próprio blog. 

😉

Não pensem que estamos esquecendo dos homens. Como mãe de meninos, eu jamais faria isso. Mas que bom oferecer aos nossos garotos um mundo com meninas que podem desenvolver todas as suas habilidades, talentos e sonhos. Eu faço isso sempre que posso. No começo deste ano, na Campus Party 2013, apresentei Isadora Faber (@isadorafaber) aos meus filhos Enzo (@enzobuzz) e Giorgio (@giorgiobros), reunindo os jovens produtores de conteúdo e ativismo social. Isadora conta que se inspirou no blog Never Seconds (@neverseconds) para criar o Diário de Classe e os meninos representaram em 2012 o projeto/blog de Martha Payne no Brasil. Espero que ouçamos falar muito dos feitos sociais destes três no futuro! Tem um post meu contando quando estes mundos se encontraram.

enzobuzz isadorafaber giorgiobros na campus party 2013

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook