a vida quer

gourmet-21-03-2008-17-10-58.jpgQuem já desistiu de um jantar por conta do atendimento? Eu sou dessas pessoas que se irrita quando “não querem me atender” e simplesmente vou procurar outro lugar. Pior, eu não deixo de comentar a história depois. Na quarta-feira conversava jantava numa pizzaria em São Paulo (depois do evento Mesa para Oito) e uma amiga européia comentava o mal atendimento em Nova York, enquanto eu lembrava o famoso grito de Irashaimasse (seja bem vindo) com que somos recebidos em estabelecimentos comerciais de Tokyo. Ser bem recebido num estabelecimento é tão importante quanto ter serviços de qualidade e percebo que o brasileiro começa a atentar para a necessidade de unir estes dois conceitos.
Penso nos meus filhos, que gostam de cozinhar como o pai e imagino se eles poderão escolher a gastronomia como profissão no futuro. Será que em dez anos o cenário brasileiro mudará a tal ponto e as brincadeiras que eles repetem cada vez que assistimos Oliver’s Twist (programa de TV do inglês Jamie Oliver) se tornarão uma profissão no futuro? Sinceramente, eu espero que sim. Ao ver novos cursos, como o Curso Superior Internacional de Gastronomia (da Alain Ducasse Formation/Estácio de Sá) se estabelecendo em São Paulo, animo-me a imagina-los atuando neste setor que cresce a olhos vistos. Estar na maior cidade da América Latina ajuda muito, porque, dependendo do ramo de atuação, é possível de fato vivenciar uma realidade cosmopolita – e com ela está a cobrança e a possibilidade de primar pela excelência no serviço.

Uma vantagem é que atualmente os cursos têm certificação internacional, permitindo ao aluno estudar a grade curricular da escola de grandes chefes – como Alain Ducasse – com professores atuantes no mercado. A parceria, exclusiva no Brasil, permite esta dupla certificação ao aluno sem necessitar complementar sua formação fora do país como acontecia antes. Como filha eu quis muito morar fora do Brasil e o fiz, mas como mãe meu coração aperta só de pensar que daqui a alguns anos eles podem precisar estar longe de mim para se capacitar. Ver escolas assim se inserindo nas faculdades brasileiras me dá o alento de antever um futuro promissor com formação aqui, mas que lhes dê chances de atuar em mercados internacionais, como eu já optei por fazer na minha área.

P.S. Você gostou do curso? Vi no site que o vestibular está agendado para 26 de abril. 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas