Games no Itaú Cultural

gameplay fotos de vejasp e de samegui
Notaram a falta de imagens de mãe coruja? Lá no Itaú Cultural é proibido fotos e até o uso de celular (tive que usar o telefone público para falar com o Gui) e eu achei mais fácil usar as fotos de Veja SP do que tentar me cadastrar como imprensa!

Na quinta-feira passada fomos conferir a exposição “GamePlay” no Itaú Cultural (av Paulista, 149, SP-SP) e foi um cansaço imenso. Seis instalações artísticas interativas e os onze consoles de videogame variados não me pareciam tanta coisa até eu entender que os três andares da mostra ficam lotados de crianças e adolescentes que aproveitam a chance de jogar gratuitamente alguns dos games mais famosos da atualidade. A exposição, aberta até 30/08 em São Paulo, é gratuita e para jogar basta se inscrever na entrada de cada console e aguardar sua vez.

Mas se prepare para esperar mesmo – e os pufes que ficam no centro de cada andar lotam de pais esperando os filhos -, especialmente para experimentar (e adorar, como aconteceu conosco) o “Diorama Table”, de Keiko Takahashi, o “Quadro Sonoro”, de Carlos Praude, e o Bio Body Game. A mostra foi para mim chance de jogar e testar games e consoles antes de definir qual é o adequado para a faixa etária dos meus filhos – e prentendo repetir a visita para complementar e tirar várias dúvidas.

Alguns jogos são mesmo muito violentos, mas outros, como o World of Goo e o Katamari Damacy, são muito educativos sem deixar de divertir. Testamos os dois e nos divertimos. Achamos uma graça também o Little Big Planet e o http://www.crayonphysics.com/, mas não conseguimos jogar de tão lotada que a sala estava – e isso numa tarde no meio da semana!  E nem pensar em esperar na fila de horas para os sucessos Mario Kart Wii e o FIFA Street 3.

Meu conselho: o passeio é ótimo, mas vá num dia de semana pela manhã ou, no máximo, no horário de almoço.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook