adolescente / destaque / empreendedorismo

mudando-de-profissao-aos-40

Estamos fazendo uma série sobre novas ocupações profissionais no blog A Vida Quer.

O motivo?

Se #aos44 eu sei que a gente se reinventa profissionalmente a cada setênio (pelo menos a cada 7 anos, eu estimo), então aquilo que a gente estudou, que gerou o tal diploma tão necessário no século XX não tem mais sentido no momento atual.

O diploma pode ser legal para dar uma direção, mas quem define nossa carreira? Nossa aptidão, nossa vocação mais íntima, nosso momento mais pessoal. Nesta linha, estivemos a MEGA Artesanal 2017 e em poucos dias vamos cobrir a Cake Design Expo.

Todo mundo tem algo para ensinar, sempre temos o que aprender

 

Que caminhos te trarão felicidade e realização profissionais na próxima década?

Quem sabe?

Bom, hoje trago uma ideia que me surgiu num release e me lembrou primos que foram os primeiros na faculdade de Game Desing na minha cidade e ambos finalistas da Imagine Cup.

The Doers – o Brasil na Olimpíada de Tecnologia

Você já imaginou poder criar seu próprio jogo de tabuleiro?

faca-seu-proprio-jogo-de-tabuleiro

O Encounter Board Game Café, espaço especializado em jogos de tabuleiro, oferece um workshop com Vince Vader, doutor em comunicação e consumo da ESPM, para aqueles que querem conhecer esse mundo tão divertido.

Durante o workshop, os participantes conhecerão os fundamentos de game design, possíveis visões sobre como criar jogos para mobile media (smartphone e tablet) e tabuleiro, desde o protótipo até a finalização, e embasamento teórico e prático para auxiliar no desenvolvimento de games. Ao final do workshop, os participantes receberão certificado, uma cópia do board game HÚSZ. Detalhes aqui.

carreira-game-design

E isso tem mercado, Sam? Ou é uma “brincadeira de adulto que resiste a crescer”?

Segundo a associação dos desenvolvedores (Abragames), o setor de games no Brasil cresceu entre 9% e 15% nos últimos cinco anos, com destaque para a exportação de jogos eletrônicos, cujas vendas subiram 380% de 2013 a 2015.

Os jogos digitais são considerados como atividade da Economia Criativa, pois aliam a criatividade ao seu valor econômico, e ultrapassaram o viés do entretenimento. Hoje, os games são importantes ferramentas pedagógicas, utilizadas em escolas e em treinamentos empresariais.

E precisa gostar de jogar? Só programador tem vez?

O mercado que cria e desenvolve jogos eletrônicos para computadores, celulares, tablets ou consoles de videogame, para entretenimento, educação, jogos interativos publicitários e empresariais precisa de muitos profissionais.

carreira-game-design-2

Veja alguns exemplos de atividades ligadas à área:

  • Áudio: Criar sons e efeitos sonoros para os jogos.
  • Design de games: Roteirizar os jogos, definir o tema, o gênero (ação, aventura, infantil), o cenário, o número de jogadores, as regras e os requerimentos do sistema.
  • Ilustração: Desenhar personagens, cenários e situações.
  • Modelagem em 2D e 3D: Fazer o acabamento e a animação, incorporar funções de iluminação e de tratamento de superfícies em jogos de duas e três dimensões.
  • Programação: Programar os efeitos e os recursos do jogo utilizando linguagem de programação, noções de matemática e algoritmos.
  • Vinhetas: Criar vinhetas para o mercado publicitário usando técnicas como modelagem, animação e realidade virtual.

Mas há uma busca grande por profissionais da área da tecnologia sim!

O profissional de design de games não cuida apenas do roteiro e dos cenários, mas também das tecnologias da modelagem e da linguagem multimídia, que integram som e imagem. Ele implementa programas e sistemas de computador para jogos de diferentes plataformas e cria recursos gráficos e redes para o desenvolvimento dos jogos.

No entanto…  um perfil com algo de humanas e de exatas – meu filho diz que é de “exanas”, pois mistura os dois! – tem mais espaço, pois esta área exige análise de tendências do mercado, do comportamento do público-alvo e das características do grupo a que o jogo se destina.

Você pode gostar também de ler:
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
Eu vi nascer o Fórum Cristão de Profissionais. Estava no culto num domingo em que
vait_mcright / Pixabay Sempre acreditei na vida junto. Nada do que
“Cada sonho que você deixa para trás é um pedaço do seu futuro que deixa
Participei do COLab, o Laboratório de Convergência Audiovisual, que reuniu na Unibes Cultural interessados na
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas