entretenimento

“Love all, trust a few, do wrong to none”
#criminalminds via @TrendyTwins

20110816-215816.jpg

Já falei dela outro dia, mas foi en passent. Uma das minhas séries favoritas, Criminal Minds é filosofia.

Sim, tem momentos cruéis (afinal, a BAU, Unidade de Análise Comportamental, é parte da elite do FBI e trabalha com crimes hediondos), mas as mentes criminosas analisadas nos permitem pensar sobre o ser humano. É aí que a série se diferencia de outros dramas policias, no foco que está mais no comportamento criminal do suspeito do que no crime em si.

Quando não há outras pistas para um caso em série, o FBI logo pede ajuda para a Unidade de Análise Comportamental em Quântico. Enquanto detetives comuns estudam as evidências de um crime, a unidade analisa o comportamento do criminoso para chegar a uma lista de suspeitos. Eles investigam o crime de dentro para fora — sem examinar as evidências no laboratório; ao invés disso, eles estudam o comportamento dos criminosos nas cenas dos crimes ou onde eles vivem ou trabalham, para descobrirem o que eles pensam.

Interessante, não é mesmo?

Mas o que nos encanta mesmo uma série é a identificação com os personagens, vamos admitir. Neste caso, cada membro da equipe une suas especialidades únicas enquanto eles apontam as motivações dos predadores e identificam seus gatilhos emocionais na tentativa de impedi-los. E neste jeito de cada personagem está a chance de boa vermos, nos unirmos a eles, acreditarmos que estamos “do outro lado”, do lado do bem, de podermos confiar na justiça porque ela pode ser feita, até mesmo e justamente por gente como nós.

20110816-222354.jpg

E, dica: para alguns o melhor de Criminal Minds está nas frases que, como a da abertura do post, impactam quem acompanha a história. Se você gostou, vale acompanhar a série ou pelo menos ler as “frases de efeito” para reflexionar no cotidiano!

(Obrigada Bárbara Ishii por indicar o wikiquote com as frases!)

🙂

E você, qual sua dica de série imperdível?

P.S. Segundo o blog Apaixonados por Séries, a frase que cito aqui – traduzida como “Ame tudo, confie em alguns, não faça mal a ninguém” – foi dita por Penélope Garcia, no episódio 3×09 e é atribuída a William Shakespeare.

Você pode gostar também de ler:
“Misteriosa mulher é encontrada na Times Square, sem quaisquer lembranças de quem ela é e
Digite Blindspot em uma busca do Google e eis o que você vai encontrar de
O carnaval passou e a grana está justa e o cansaço bateu depois os excessos?
Série de TV super popular na minha infância, MacGyver é uma piadinha que mostra sua
Exatamente na semana em que comecei a usar um Windows Phone (o Nokia Lumia) chegou
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas