cidadania / destaque / educação

O número assusta: mais de 3,8 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos estão fora da escola.

O dado é o destaque inicial do site Fora da escola não pode!, desenvolvido pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), em parceria com a Campanha Nacional pelo Direito à Educação e foi apresentado durante o 6º Fórum Nacional Extraordinário dos Dirigentes Municipais de Educação. Pelo que li, o site foradaescolanaopode.org.br utiliza microdados do Censo de 2010 do IBGE, dentre outras pesquisas, mostrando, em cada município, quantos estão fora da escola e quem são essas crianças e adolescentes, de acordo com idade, sexo, cor/raça, renda familiar e nível de instrução dos responsáveis.

E o que fazer? Há exemplos de como combater o problema e instituições às quais se pode recorrer, como conselhos tutelares, Ministério Público e organizações da sociedade civil.

Mas o desafio é grande, como mostra o relatório “O Enfrentamento da Exclusão Escolar no Brasil”, que incorporo neste post e tem download gratuito aqui.

Livro O Enfrentamento Da Exclusao Escolar No Brasil

Analisando os dados é possível verificar que os mais excluídos são meninas e meninos negros, que vivem no campo, em famílias de baixa renda, com pais ou responsáveis com pouca ou nenhuma escolaridade.

De acordo com o relatório, o Ensino Infantil e o Ensino Médio são os principais desafios, sendo que 1,7 milhões dos jovens que não estão na escola, tem entre 15 e 17 anos, faixa etária que equivale ao Ensino Médio e que representa 44,8% do total dos que estão fora da escola.

O que podemos fazer para mudar esta realidade? Não tenho uma resposta, mas convido todos a pensarem junto comigo e a inspirar mais e mais gente a desejar que a escola seja um elemento de mudança positiva na vida dos nossos jovens!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas