Filmes que aquecem o coração em todos os Natais

Na sexta-feira, véspera de Natal, postei no Mãe com filhos sugestões de filmes para ver em família no Natal. Pedi ajuda para amigos do Twitter e as indicações foram tão legais que resolvi postar aqui também!

Além dos filmes infantis, incluo neste post duas sugestões de comédia romântica que sempre passam nos canais de TV a cabo e são sempre divertidas e animadoras: Simplesmente Amor e O amor não tira férias. Não são exatamente de Natal, mas se passam bem neste período de festas e ambas têm, além de bom elenco, trilhas sonoras que fazem os filmes valerem a pena!

Tradição na família sempre foi o Milagre da rua 34. Eu via o antigão mesmo, bem década de 1950, com o drama da mãe viúva que ficou endurecida pela dupla jornada e se vê às voltas com um Papai Noel que poderia ser de verdade e cativa sua filha de seis anos. Ela o contrata para ser o bom velhinho na loja de departamentos que dirige e muitas descobertas pessoais acontecem em decorrência disso. O filme tem tudo de bom que a gente precisa ver e ouvir para ter uma Noite Feliz. Esta foi a dica de Claudia Beatriz (@aprendizviajant).

Meus filhos viram recentemente as reprises de Esqueceram de Mim num canal infantil. Foram momentos de pura diversão aqui! Você lembra? Conta a história de Kevin, um garoto de oito anos, esquecido em casa pela família às vesperas de uma viagem para Paris na época do Natal. Kevin passa a administrar a casa do seu jeito. Então, entra em cena uma dupla de meliantes, Harry e Marv, que planeja roubar a mansão. Porém, os bandidos não contavam com a esperteza do garoto, que os obriga a cair em várias armadilhas. E, para os pais, mostra que é preciso ficar atento a detalhes e que os nossos filhos aprendem nos vendo – como o Kevin que sabia exatamente o que fazer para manter a vida dentro da normalidade. Foi a dica da Silvia Azevedo (@silvia_az).

Como o Grinch roubou o Natal foi sugestão de Samuel, filho de Patrícia Cerqueira (@comercrescer) e eu não lembro de ter visto, mas sei que é baseada num livro de Dr. Seuss. Trata-se da história de uma criatura verde, peluda e fedida que vivia em uma caverna na Quemlândia, uma vila que adorava o Natal. Um Grinch solitário e triste que odeia o Natal cria um plano para impedir que os habitantes da cidade possam comemorar a data e invade as casas das pessoas roubando delas tudo o que esteja relacionado ao Natal.

Enzo, meu filho mais velho, lembrou de Menores Desacompanhados. O filme mostra alguns jovens muito diferentes se vendo unidos por um infortúnio no feriado de Natal – o estranho Spencer, a riquinha Grace, a garota com jeito de garoto chamada Donna, o fanático por computadores Charlie e o tímido Beef – e como eles tentam driblar um desagradável oficial do aeroporto para encontrar novamente com suas famílias. Utilizando-se de carros de golfes “emprestados”, um escorrega de neve e a ajuda de um relutante comissário de bordo, aventura perfeita aos olhos do meu pré-adolescente, os garotos provam que “os festejos natalinos não são feitos por onde você se encontra, mas sim com quem você está”.

E o favorito do Giorgio, 8 anos, é Expresso Polar. Daquelas aventuras realmente fantásticas nas quais frio, neve, passeios em trens de madrugada vestidos de pijamas, nada é impossível, o filme se passa na véspera de Natal. Um garoto está acordado e, sem acreditar mais em Papai Noel, ele espera por algo que faça com que sua crença na figura natalina retorne. De repente ele ouve um grande barulho e vê, em frente de casa, um gigantesco trem com destino ao Pólo Norte, cujo condutor o convida para embarcar. Após certa relutância, ele decide seguir viagem, na qual encontrará outras crianças e conhecerá a cidade do Papai Noel.

E aí, na sua família, quais são os filmes que retratam o lado mais doce do Natal? Conte para nós!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook