Figurinos de Yves Saint Laurent no Rio

mostra-yves-saint-laurent-no-rio-de-janeiro
Foto do site de Manequim: Croqui África / Índia, coleção 1984 Inverno (bolero em seda, plástico e metal, vestido em seda, brincos, pulseiras, cinto, turbante, sapatos) / África, 1968 Saharienne (saharienne e bermuda em algodão, brincos, botas, cinto e chapéu).

Na minha formação feminina alguns nomes de alta costura me marcaram profundamente e dentre eles, embora Coco Chanel reinasse absoluta, Kenzo Takada e Yves Saint Laurent tinham um lugar especial. Hoje percebo que me encantaram desde cedo o japonismo moderno de Kenzo (com suas roupas leves e soltas que davam liberdade ao corpo) e a visão artística de Saint Laurent, citado hoje como antena captadora da cultura, costumes e comportamento de sua época.

Nas imagens acima vi algumas peças que minha mãe teve e usou com grande elegância. Os turbantes (que ela usou quando eu era muito pequena e depois foram peças de brincadeiras para minha irmã e eu), trench coat, saharienne e tantas outras peças que YSL lançou como moda e que faziam referência ao seu país, Argélia.

(Posso lembrar aqui de O Estrangeiro de Albert Camus e de Killing an Arab do The Cure?)

Mas nenhuma peça dele foi mais marcante para mim do que o smoking feminino, lançado por ele em 1966, que minha mãe repetiu em crepe com lapela de cetim preto  – e que foi uma das roupas mais lindas e femininas que já vi na vida.

yves-saint-laurentPartindo da idéia de mostrar ao público carioca que, mais do que sinônimo de alta costura, Yves Saint Laurent era um grande artista, uma mostra traz ao Brasil 50 figurinos completos de coleções do estilista francês. Em exposição no CCBB-Rio (Rua 1º de Março, 66, Centro, Rio de Janeiro – RJ), de 26/05 a 19/07,  a exposição Yves Saint Laurent – Voyages Extraordinaires mostra criações inspiradas em viagens feitas por Yves Saint Laurent a países como Espanha, Marrocos, Rússia, Índia, entre outros. A curadoria é da Fundação Pierre Bergé Yves Saint Laurent, com o detalhe de que os figurinos serão expostos em manequins projetados pelo próprio estilista. Além deles, há 20 fotos, 30 croquis originais, dois vídeos, uma entrevista e uma montagem do último desfile no Centro Georges Pompidou, em 2002.

[update]

Quarta-feira, 23/01/2002
O homem que revolucionou a moda se despediu com uma retrospectiva dos 40 anos de carreira. O desfile reuniu mais de dois mil fãs. Algumas das maiores modelos do mundo desfilaram clássicos do mestre.
[/update]

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook