Feriado de preguiça

congestionamento-recorde-em-sao-paulo-293-km-10-06-2009bmp

Depois do mega congestionamento de ontem – histórico, que chegou a 293 km, o maior da história – aproveitamos a querida São Paulo quase vazia para passear pelo bairro. Revivi as raízes japonesas e saí fotografando as flores que estão lindas neste final de outono. Nesta estação a cidade tem um clima tão parecido com o da meia-estação japonesa que nos deixa, a mim e ao Gui, com nihongairi, aquela saudade meio doída do Japão.

(Aproveitei para testar a câmera do N95 Nseries que herdei da minha irmã Sheron e achei que as fotos ficaram muito boas, realmente são bem superiores aos outros celulares que já usei para fotografar e já me conquistou como usuária!)

Flores outonais por você.

Flores outonais por você.

Para quem não mora aqui, Sampa parece uma cidade caótica, onde não fazemos mais nada além de nos estressar no trânsito e respirar poluição. Mas não é bem assim! Nos bairros – em especial em alguns redutos muito familiares como a Mooca, onde eu moro – há uma vida feliz, relativamente harmoniosa, com o bom clima de interior que todo mundo gosta.

Como sempre, há que se viver de perto as situações para poder ter uma visão real – e neste quesito São Paulo me ganhou e hoje é a cidade do meu coração, quero definitivamente fincar raízes. 🙂

E por falar em raízes, olhem esta árvore que fica na nossa praça favorita!

11/06/2009 por você.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook