Fanpages e Perfis no Facebook – onde as marcas devem estar?

No começo da semana, ultra cansada de dizer não a marcas que tentam me adicionar como amiga no Facebook, lancei uma enquete por lá perguntando:

“Serei a unica pessoa que prefere curtir marcas e não ser amiga delas no Facebook?”

Nas respostas, em virtude da minha pressa e da total espontaneidade da ação (que é minha, particular, não tem nada a ver com clientes), acabei até misturando as coisas e deixei a primeira e a quarta opção parecidas, como podem ver na imagem:

Serei a unica pessoa que prefere curtir marcas e não ser amiga delas no Facebook

No final desta terça-feira mais de 250 pessoas já tinham votado e (com 131 votos) ganhava a opção: “no caso de marcas , prefiro fan pages a perfis pessoais”. E a primeira opção (a que eu responderia), afirmando que “as marcas não são pessoas para sermos amigos” contava com votação expressiva também (109 votos). No meio da conversa, além da visão dos usuários de Facebook (tenho como amigos reais tanto heavy users de redes sociais quanto beginners, numa amostragem bem legal dos usuários), surgiram informações bem úteis para as marcas que pretendem iniciar um trabalho por lá. Serei a unica pessoa que prefere curtir marcas e não ser amiga delas no Facebook 07-06-2011 17-55-40.bmp

A melhor e mais incisiva delas veio do “guru das novas mídias” @interney, que indicou até um post seu ensinando a denunciar perfis que atuem contra das regras da rede social – e vale reforçar, as empresas não podem ter perfil por lá não!

“Não tem muito o que discutir já que é proibido pelo Facebook. O único motivo de criar um perfil ao invés de fan page é ignorância, sugiro mudar de área, social media não é para amadores. Mais infos: http://interney.tumblr.com/post/589… Minha sugestão: denunciem as empresas, vejam elas perderem seus perfis e eduquem o mercado da forma mais dolorosa.”

Serei a unica pessoa que prefere curtir marcas e não ser amiga delas no Facebook 07-06-2011 17-55-47.bmp

Então, o que fazer, podem perguntar alguns dos newbies em social media e que querem marcar presença de suas marcas na rede social mais queridinha do momento. A opção está clara nas regras e foi reforçada no comentário do experiente blogueiro @mobilon:

“O Facebook oferece ferramentas para todos os tipos de perfis. Perfil de adicionar são para pessoas e não para marcas. Pra marcas existem as fanpages. Eu não adiciono nenhuma marca e uma vez fiz essa reclamação no twitter. O que descobri é que, por incrível que pareça, muita gente com conhecimento relativamente bom de web ainda não sabe como criar uma fanpage.”

Perfil ou Fan page?

E como lembrou @marciaceschini hoje no blog da Chili Comunicação

“Tudo começa em um equívoco quando a marca, loja ou produto faz uma página no Facebook sem ler. As regras são claras: marcas, empresas devem fazer um perfil comercial, uma página. Simplesmente porque marcas não possuem amigos, possuem adoradores, simpatizantes, seguidores mesmo no caso em que o consumidor é um advogado da marca. (…) Uma dica, para criar a Fan Page é preciso ter um perfil pessoal e ainda não há limites de quantas páginas um perfil pode administrar.
Portanto, agora você já sabe, marca/produto ou loja tem seguidores, não amigos.

😉

[update]
Para quem comentou comigo, em particular, que não gostou deste post porque era parcial e criticava uma parcela do mercado que pratica isso, um desabafo que li nesta sexta, 10/06/2011, no perfil de @inagaki, corroborado por muitos:

"@inagaki: Pequenas irritações do dia a dia: receber pedido de amizade de perfil de empresa, blog ou site."
"@inagaki: Pequenas irritações do dia a dia: receber pedido de amizade de perfil de empresa, blog ou site."

E fica minha pergunta: se ninguém curte esta prática, para quê insistir nela?
#prapensar

[/update]

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook