Famílias Interativas – segurança online para crianças e boas práticas de netiqueta em família

Com gerações diferentes fazendo uso de múltiplas telas em casa, como fica a nossa presença na web?
E o relacionamento da vida online num contexto em que os pais são amigos?
Junte-se a nós para discutir segurança online e boas práticas de netiqueta em família.
Visitar este grupo

“Os pais estão mais conscientes do impacto emocional (da atividade, tempo e experiência online) de seus filhos e as próprias crianças têm consciência de que não é bom se expor a conteúdo inapropriado nem fornecer informações pessoais na rede. Eu diria que aprendemos, que a exposição que a mídia deu a temas como pedofilia e bullying estão criando uma consciência coletiva sobre estes e outros assuntos relevantes no momento atual das nossas famílias.”

Lembram que há pouco testei duas alternativas para monitoramento dos filhos na internet, né? Pois bem, conversando com dois amigos eu descobri duas novas: @alinedexheimer usa o da Microsoft e está me prometendo um review sobre o produto, que tem cuidado dos seus trigêmeos (eles são amigos dos meus filhos no Facebook e sou testemunha de que são heavy users!). E @mau10, que já esteve no Acessa SP e agora está no IG, me contou que a marca tem uma proteção para família (via McFee) que é muito boa.

Os dois – e outros amigos que estão sugerindo opções interessantes – estão no grupo que formamos para falar das famílias interativas. O que inicialmente seria um grupo qualitativo para testar novas ferramentas de monitoramento das crianças (conheço e testo produtos vários há anos, mas o melhor monitoramento ainda é a c conversa, a presença afetiva dos pais, nada substitui isso!) se tornou algo maior depois de um proveitoso chat que tivemos com estes profissionais no dia 13/07/2010.

E lá decidi que não valeria a pena testar um só produto, mas sim abrir o tema para uma discussão madura, consciente e plural sobre os desafios do cotidiano destes lares interativos e das múltiplas telas no contexto de nossas relações familiaresEste grupo tem a intenção de ser, oficialmente, este hub. Conto com você para pensarmos juntos sobre o tema.

🙂

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook