a vida quer

20120309-153924.jpg

Desde que Claudia (@djmisscloud) me contou deste movimento que o SESC Bom Retiro faria com J-Pop eu me voltei no tempo e tenho relembrado muito de Tóquio. Quando morei e trabalhei lá este estilo musical estava no auge e como reporter pude entrevistar bandas e acompanhar o lançamento de CDs, descobrindo como a criatividade quase abusiva das ruas de bairros como Roppongi se tornaram música e se firmava como um estilo de ser jovem na Ásia.

A cultura J-POP surgiu no japão na década de 1960, como uma apropriação /devoração da música pop mundial e dos seus ritos e performances, misturando-se às sonoridades e onomatopeias da língua japonesa e também de suas tradições culturais milenares. Esta cultura J-POP vai aos poucos se infiltrando e contaminando tudo naquele Oriente, chegando até hoje não mais como um produto japonês exótico, mas como o mais significativo, instigante e possível diálogo entre duas formas de pensar, entender e fazer uma mixagem entre a cultura contemporânea e a cultura tradicional.

Experiências J-POP em perspectiva parece ser mais do que uma mostra cultural, é um movimento que busca compreender o significado destas manifestações da cultura pop japonesa e mundial. O começo é um debate com artistas dos espetáculos Yubiwa Hotel (que se apresenta nos dias 13 e 14/03) e Tri K. Teatro (com apresentacões nos dias 16 e 17/03), evento gratuito que acontece no dia 15/03, às 20h.

E para quem já é meio “otaku” (fã da cultura pop japonesa), tem mais: a Oficina de mangá (para iniciantes) ensina a desenhar seus próprios personagens no estilo mangá (para quem não sabe, o formato de história em quadrinhos popular no Japão, que conta com uma estética própria). No curso serão abordados anatomia, rosto, roupas, expressões faciais e outros elementos básicos como composição e arte-final do mangá. Na Sala de Oficina, com apenas 20 vagas, mas livre para todos os públicos. O curso custa R$ 28,00 (inteira); R$ 14,00 (usuário matriculado no SESC e dependentes, +60 anos, estudantes e professores da rede pública de ensino) e R$ 7,00 (trabalhador no comércio e serviços matriculado no SESC e dependentes). Aulas nas sextas-feiras, às 20h (02/03, 09/03, 16/03, 23/03, 30/03/2012).

E para quem curte mesmo o assunto, tem mais curso: Criando Quadrinhos ensina a fazer sua própria história em quadrinhos abordando 4 partes básicas: roteiro, personagens, cenário e narrativa. Não é necessário saber desenhar. Segundo os organizadores, diversos exercícios práticos são feitos para se criar uma história partindo apenas de uma idéia, podendo os participantes produzir histórias individual ou coletivamente. Na Sala de Oficina, com apenas 20 vagas, mas livre para todos os públicos. O curso é gratuito e as aulas nas sextas-feiras, das 15h às 17h, (02/03, 09/03, 16/03, 23/03, 30/03/2012).

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas