Eu desejo… Cuidado com o que deseja em Caminhos da Floresta (por @monise_reis)

Caminhos da Floresta é uma visão moderna dos adorados contos dos irmãos Grimm, cruzando as tramas de algumas histórias e explorando as consequências dos desejos e das buscas dos personagens. Este musical engraçado e emocionante segue os contos clássicos de Cinderela (Anna Kendrick), Chapeuzinho Vermelho (Lilla Crawford), João e o Pé de Feijão (Daniel Hittlestone) e Rapunzel (Mackenzie Mauzy) – todos reunidos em uma história original envolvendo um padeiro e sua esposa (James Corden e Emily Blunt), seu desejo de formar uma família e a interação com a bruxa (Meryl Streep) que os amaldiçoou.

Sabe aquele filme que te prende na cadeira do começo ao fim, que de tão empolgante, você sequer pisca o olho ou cogita a hipótese de sair pra comprar pipoca? Pois bem, “Caminhos da Floresta” te envolve de tal modo, que quando menos se espera, já está completamente imerso no fascinante mundo dos contos de fadas.

Inspirado na obra dos Irmãos Grimm, o longa-metragem não apenas traz aquela sensação gostosa de nostalgia, como também prova que é possível juntar diversas histórias em uma só, sem que fique alguma ponta desamarrada ou perca a coerência.
Diferente das fábulas que nossos pais contavam pra gente antes de dormir, aqui, os personagens trazem elementos dos contos originais. E tudo isso, sem perder o tom e, claro, com humor na medida certa (que o diga Jonny Depp com cenas impagáveis como o Lobo).

Spoiler: a passagem dele é breve, mas igualmente marcante. Ok, parei por aqui .

Caminhos da Floresta é uma visão moderna dos adorados contos dos irmãos Grimm, cruzando as tramas de algumas histórias e explorando as consequências dos desejos e das buscas dos personagens. Este musical engraçado e emocionante segue os contos clássicos de Cinderela (Anna Kendrick), Chapeuzinho Vermelho (Lilla Crawford), João e o Pé de Feijão (Daniel Hittlestone) e Rapunzel (Mackenzie Mauzy) – todos reunidos em uma história original envolvendo um padeiro e sua esposa (James Corden e Emily Blunt), seu desejo de formar uma família e a interação com a bruxa (Meryl Streep) que os amaldiçoou.

Dirigido por Rob Marshall e inspirado no musical de Stephen Sondheim, em Caminhos da Floresta, as vidas de Cinderela (Anna Kendrick), Chapeuzinho Vermelho (Lilla Crawford), João e o Pé de Feijão (Daniel Hittlestone) e Rapunzel (Mackenzie Mauzy) se cruzam com a de um padeiro e sua esposa, que para se livrar da maldição de uma bruxa, terão que passar por algumas situações pra lá de inusitadas, com a floresta como pano de fundo.

Sou fã de carteirinha dos Irmãos Grimm e sou suspeita a falar, mas confesso que o musical conquistou um lugar cativo em meu coração e me fez refletir principalmente sobre nossos desejos e como eles afetam as pessoas ao nosso redor.

Eu se fosse você, já reservava na agenda a data de estreia: dia 29 de janeiro, tem “Caminhos da Floresta” nos cinemas de todo país.

Assista e se encante com toda a magia do filme.

Nota da editora: este post foi escrito a tempo da estreia, mas, como alguns leitores notaram, estivemos sem novos updates (por questões tecnicas) por duas semanas.

Já que falamos em programas *dark side*, quem mais está ansioso com Caminhos da Floresta? Será que a bruxa de Meryl Streep vai ser melhor do que a Malévola de Angelina Jolie?
Bem antes da estreia do filme teve post aqui sobre ele perguntando: será que a bruxa de Meryl Streep vai ser melhor do que a Malévola de Angelina Jolie?
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.