Eu Apóio a Educação Financeira Infantil #praticasustentavel

A campanha é da minha querida amiga @cybelemeyer, que, após o debate e videochat de Educação Financeira, lançou uma blogagem coletiva para tratarmos do tema. Eu jamais deixaria de participar e de ajudar na divulgação, claro!

No entanto, mil confusões me impediram de falar do tema antes e perdi os primeiros dias da blogagem coletiva, que aconteceu durante toda esta semana até terça-feira, 03/11.

Participe você também! Aproveite o feriado para pensar em como foi sua própria educação financeira, no que você aprendeu certo e errado sobre o dinheiro e como tem passado estas informações para frente com as crianças com quem convive.

Faça sua postagem falando dos pontos que os pais e educadores (tios, avós, padrinhos) devem se preocupar quando o assunto e Educação Financeira. E não esqueça de deixar seu nome e o endereço do seu blog (lá no post da Cybele, que concentra a blogagem) para que todo mundo possa compartilhar das suas idéias.

Ontem conversando com a @dehbora no telefone relembrei várias coisas da minha própria educação financeira e já estou com mil ideias para meu post, que deve sair amanhã! E lembrei imediatamente do livro Filhos inteligentes enriquecem sozinhos, de Gustavo Cerbasi, que a Editora Gente me mandou de presente na época do lançamento e tem sido uma mão na roda para educar os meninos. 😉

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook