blogosfera / mãe / sustentabilidade

Será que precisa ser especialista em economia para aprender a poupar?

Lendo o post da @MafaldaMonacast no blog Monalisa de Pijamas eu lembrei de uma história da educação financeira dos meus filhos que ilustra bem a forma como eles pensam. Tanto o texto quanto o comentário de @cybelemeyer, organizadora da Blogagem Coletiva Eu Apóio a Educação Financeira Infantil, comentavam que é complicado para uma criança pequena entender o conceito de dinheiro no banco.

No Natal de 2005 eles cismaram com um comercial de uma equipe infantil de heróis que estimulava as crianças a terem uma poupança. Acreditem ou não mas Enzo com 5 anos e Giorgio com recém-completados 3 nos pediram de Natal uma poupança no banco. Esperei as festas passarem e no início de janeiro fui ao banco mais próximo de casa para abrimos a conta e uma senhora muito gentil nos atendeu, sugerindo que eles já fizessem seus próprios CPFs e tratando-os com o respeito de clientes grandes. Depois disso foram vários depósitos registrados como feitos “pelos próprios correntistas” e eles se habituaram a guardar dinheiro no banco. No início eu depositava a mesada mensalmente, mas agora que já lhes dou o dinheiro (1 real por ano de vida uma vez por semana), sugiro sempre que separem 20% do valor para guardar na poupança no final do mês. E como eles têm cartões de débito das suas contas, quando eles somam certa quantia e desejam muito comprar algo mais caro, conversamos e os acompanhamos até as lojas. Da mesma forma, por morarmos longe, os avós e tios já mandaram dinheiro para eles em suas contas para compensar a ausência de ovos de páscoa ou presentes de dia das crianças e, vejam só, sabendo que lá tem dinheiro, eles acabam preferindo guardar para aumentar o valor antes de gastar.

Mas nós também temos um porquinho coletivo, daqueles de barro com uma rolha na parte debaixo (este da foto), onde ficam as moedas que eventualmente trocamos no comércio. Só que isso já é papo para outro post! 😉

P.S. Hoje pela manhã vi uma reportagem do Bom Dia Brasil que me fez lembrar também do comportamento que meus filhos já internalizaram, o de guardar para depois gastar: Especialistas dão dicas para usar 13º e terminar ano sem dívidas.

[update]

Depois de me verem escrever este texto, meu filhos também quiseram participar e cada um gravou um video e eu postei nos seus blogs. Quem quiser ver está aí:

http://animaisehistoria.blogspot.com/2009/11/eu-apoio-educacao-financeira-infantil.html

http://meusdesenhospreferidos.blogspot.com/2009/11/eu-apoio-educacao-financeira-infantil.html

[/update]
Você pode gostar também de ler:
Neste ano meu filho mais velho completa 18 anos e - geração Uber - ele
Há alguns anos, tive a honra de fazer um "tour" por uma parte do rio
Já ouviu falar do conceito “Design de energia”? https://www.youtube.com/watch?v=4q8ugvNZyrM   O programa Shizen Global Talent
Nasci em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, região linda do Paraná. E eis que eu,
Você é daquele tipo de consumidor que baseia suas escolhas em valores? Eu sou. Se
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas