Estilo Ipanema: viva com saúde sem abrir mão do prazer #vivapositivamente com Dr Carlos Scherr

20130805-105830.jpg

“É comum ouvirmos a máxima: ‘é preferível viver menos com prazer, do que viver mais e infeliz’. Acontece que é possível (…) viver mais e bem, com vigor físico e alegria, sem doenças nem infelicidade.”
Dr. Carlos Scherr, Doutor em Cardiologia e membro da American College of Cardiology

Basta falar “qualidade de vida” e “mudança de hábitos” para os apaixonados pelos prazeres da mesa e as boas coisas da vida se sentirem atacados e fazerem ouvidos moucos para o que se diz. Os homens, no geral, são ainda mais teimosos quanto a isso e preferem nem saber das recomendações preventivas para não arriscar perder seus sabores favoritos.

O que acontece com quem faz isso e tem uma genética que favorece doenças coronarianas, colesterol (ruim) alto, hipertensão arterial? Pelo que leio e ouço por aí (em especial da minha irmã que é cardiologista e cuida dos nossos pais), estes, se não mudam os hábitos de vida, estão caminhando lentamente para um infarto. Eu estaria neste grupo, mas, felizmente, apesar da “genética ruim”, tenho bons hábitos alimentares, nunca tive alterações glicêmicas ou de pressão arterial e meu colesterol alto é o bom, nunca o ruim. Mas, aos 40 anos, sei que não estou bem porque (exceto pelas escadas do meu prédio) não tenho feito atividades físicas regulares.

E quero fazer esta mudança, por isso estou começando já!

Para a vida saudável não ficar reduzida a um grande NÃO, especialistas defendem um estilo de vida novo. A mudança alimentar é a primeira que devemos fazer e é possível fazer este upgrade na saúde sem sacrificar o paladar.

“Diaeta vem do latim e quer dizer MODO DE VIDA”, diz o Dr. Carlos Scherr, Doutor em Cardiologia e membro da American College of Cardiology, autor do livro Estilo Ipanema – viva com saúde sem abrir mão do prazer (Ed. Rocco). Estou lendo o livro, encantada com a defesa dele acerca de um novo modelo de vida que consegue a proeza de reunir saúde e os prazeres da vida, com orientações médicas sérias e atualizadas, mas também com a leveza do cotidiano de quem clinica e sabe quais são as necessidades físicas e psicológicas dos pacientes, que desejam viver mais e melhor, mas sem abrir mão dos prazeres da mesa.

Nesta terça, 06/08, estarei na companhia de outros blogueiros ligados à área da saúde e qualidade de vida, num bate-papo descontraído com Dr. Scherr. Grande privilégio – afinal, o encontro é petit comité – pois num grupo pequeno e informal poderemos tirar nossas dúvidas e aprender muito com o especialista, um dos mais conceituados do Brasil nesta área.

Um dos primeiros contatos que tive com o jeito descontraído dele foi num Programa do Jô, no qual o próprio Jô Soares diz que pediu para chamarem o médico porque achou suas explicações sobre os alimentos que parecem fazer mal ou bem para a saúde do coração confundem quem busca boa saúde. Em Estilo Ipanema o cardiologista afirma que tudo é permitido. O importante é estar atento às quantidades e ao modo de preparo dos alimentos.

Mas, afinal, por que Estilo Ipanema?

Scherr conta que da sua experiência clínica, uma tese de mestrado com mais de 2000 infartados, operados ou após angioplastia e uma de doutorado a respeito do teor de gorduras e colesterol que ingerimos, nasceu a proposta de ensinar “como ser saudável sem abrir mão dos prazeres da vida. Não é uma proposta miraculosa, apenas colocado no papel a realidade sobre atividade física, alimentação e estresse psicológico, com uma única proibição o cigarro. O ruim para saúde são os excessos, então deve-se partir do princípio que nada está proibido desde que não haja uma contra-indicação definitiva como açúcar para o diabético.”

Quem já esteve na Zona Sul do Rio de Janeiro – especialmente hospedado ou morando perto da orla – entende na hora porque Ipanema. A analogia com uma academia a céu aberto, sucos maravilhosos feitos na hora, água de côco é muito simpática e verdadeira. E o médico explica que o estilo de vida é uma combinação de “hábitos que uma pessoa deve incorporar na vida de forma fácil e definitiva, não é uma punição ou uma dieta, palavra que já suscita uma reação de desagravo“.

P.S. Não consegui incorporar o vídeo do Jô, que pode ser visto neste link, mas incorporo outra entrevista bem simpática do Dr. Carlos Scherr abaixo.

20130806-220327.jpg

E para quem se pergunta ou quer me perguntar como Coca-Cola, Viva Positivamente e Saúde combinam, deixo o convite para ler um post meu do ano passado no qual expliquei porque acredito que a Coca-Cola faz um excelente trabalho ao nos dar escolhas.

Reveja ou descubra nossos encontros da rede:

– Compromisso do dia: um piquenique no MAM (do Rio) para aprender sobre Balanço Energético – #vivapositivamente com Dr. Victor Matsuo e Claudia Cravo

Comendo bem com pouco sódio – #vivapositivamente com Maria Cecília Corsi

– Dia de ouvir ao vivo o ativista Joe Beasley do People of Color Now International – #vivapositivamente os investimentos em diversidade

Hoje é dia de pensar nos benefícios da hidratação na prática de exercícios físicos – #vivapositivamente com Antonio Herbert Lancha Junior

Sedentarismo, sobrepeso e balanço energético – #vivapositivamente com Dr. Alfredo Halpern

– Estilo Ipanema: viva com saúde sem abrir mão do prazer – #vivapositivamente com Dr Carlos Scherr

– Quando blogueiros de sustentabilidade e qualidade de vida se encontram – #vivapositivamente com Dra. Maria Celicia Toledo

– O que é uma “fábrica verde”? Vem descobrir com a gente no #vivapositivamente em Maceió 🙂

– Stand up paddle no Dia Mundial de Limpeza de Rios e Praias #vivapositivamente

O mais brasileiro de todos os brasileiros – #vivapositivamente com Maurício Kubrusly

– Os bons são a maioria. E juntos podemos fazer muito mais! #semanaotimismo do #vivapositivamente

Fábrica da Felicidade e a busca pela receita secreta #vivapositivamente

Mostre que os bons são a maioria! 🙂 a primeira #semanaotimismo do #vivapositivamente

– Viva Positivamente, hub de blogs focados em sustentabilidade e bem estar

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook