Esta vaga não é sua nem por um minuto! #video

“De acordo com o Censo 2000, pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida representam 14,5% da população brasileira. É uma parcela grande, mas que precisa levantar a voz para ter seus direitos reconhecidos.”
@estavaganaoesua

Vi o vídeo no Facebook de uma conhecida e fui buscar informações: a campanha “Esta vaga não é sua nem por um minuto!” surgiu de um incidente envolvendo uma empresária curitibana e uma motorista por causa do uso indevido das vagas exclusivas e o desrespeito com os cadeirantes. O mote da campanha, que teve apoio de uma agência local, é de que é preciso “conscientizar as pessoas que vagas especiais são para pessoas com necessidades especiais. Ajude a educar a população repassando esta campanha e dando o bom exemplo nas ruas.”

O que você acha? No cotidiano você respeita à risca as vagas reservadas para deficientes, idosos e gestantes ou também achava que se for “só por um minuto” não tem problema?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook