Escritório no jardim pode ser considerado home office? I hope so!

Vamos combinar: depois desta semana “enfurnada” na “sauna coletiva” e no ambiente artificial de luzes e sons que nunca desligam que é a Campus Party, uma das coisas que eu mais sonho é poder ficar um pouco ao ar livre, aproveitando o frescor de uma brisa e vendo a cor do céu. Lembrei na hora deste sonho de consumo que vi outro dia e que me fez me sentir bem só de olhar.

Além do mais, sou super defensora do trabalho em casa, uma solução sustentável do ponto de vista urbano e, em especial, humano. Sempre achei lindo aquele ateliê no fundo das casas dos filmes (um dos meus favoritos é de um filme da Susan Sarandon rodado na Austrália no qual ela é ilustradora de livros infantis e tem uma paixão por corujas). Eis que hoje, navegando pela Casa e Jardim, vi este especial de escritíorios no jardim – encantadores!

Feito pela EcoSpace, da Ingalerra, o WorkPod foi criado para apenas uma pessoa. O home office, de design contemporâneo, tem sistema de aquecimento e iluminação. Medida básica do modelo: 2,5 m x 1,9 m
Desenhado pelo holandês Piet Hein Eek, este pequeno estúdio de gravação lembra de longe uma aconchegante cabana. Destaque para a área externa coberta por pedaços de lenha
O Garden Studio, criado pela empresa inglesa in.it.studios, possui aquecimento, banheiro e até cozinha

[update]
Posts relacionados:

[/update]

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook