mãe

fotos por Sam Shiraishi - proibida reprodução, todos os direitos reservados.

Quem diria, dez anos atrás eu estava na maternidade em Curitiba, passando frio e esperando a chegada do Enzo no quarto. Emocionada, assustada e feliz como nunca tinha me sentido antes – e só sentiria novamente dois anos e cinco meses depois, com a chegada do Giorgio à família. Como diz aquela propaganda da Natura, naquele 12 de maio de 2000 nascia um bebê e uma mãe. Da mesma forma consolidavam-se laços de família entre pessoas com poucas afinidades, mas boa vontade para ser um todo em nome do cidadão que chegava ao mundo e os unia por laços de sangue, da lei (no caso dos tios) e mais tarde soube ser a argamassa do afeto a ligar de modo indelével sua família.

O Enzo teve este significado, foi o hub, o agregador de muitas pessoas, a figura que conseguia sorrir, amar, participar e partilhar com muitos, sem dar pouco em momento algum, sendo sempre grande e generoso. E ainda é assim, meu filho mais velho tem um quê de “grandes feitos” e de “para sempre” que assusta e acalma ao mesmo tempo. É uma aventura maravilhosa tê-lo comigo todos os dias da vida e um desafio hercúleo acompanhar sua voracidade diante da vida.

Exemplo é sua postura diante deste aniversário: como acontece desde os 5 anos, não quer festa, mas quer os melhores amigos em casa nesta noite para jogar wii e desenharem juntos. Escolheu como presente – novamente – a viagem para o Rio para comemorar o aniversário junto com a Madrinha (minha irmã, @blogdati, que já fez seu post em homenagem ao sobrinho logo cedo) e, ao mesmo tempo, diz que hoje tinha que ser “feriado nacional” em homenagem ao seu dia! (risos)

Feliz aniversário e que Deus o abençoe grandemente filho!

Visita dos meus desenhistas ao estúdio de Mariana Caltabiano (de Gui e Estopa), tema sobre o qual devo um super post!

Visita dos meus desenhistas ao estúdio de Mariana Caltabiano (de Gui e Estopa), tema sobre o qual devo um super post!

P.S. E o presente? Tudo que estamos achando pela frente para criar seu canto de desenhista! Já que desenhar é sua tarefa que não cansa, seu verdadeiro prazer, o que podia ser melhor? Lápis, pinceis, papeis diferentes, sem falar na cadeira alta e a prancheta profissional (presente da Madrinha) vão ser companheiros da mesa de trabalho do home office da mamãe! Haja flickr para mostrar tudo deopis – aliás, conta “pro” no Flicrk podia ser um bom presente também!

Você pode gostar também de ler:
  Esse texto é para você, que assistiu o filme e está fritando para ler
Aziz e Fatima Ansari em Master of None No mês das
A gravidez na adolescência teve uma queda de 17% no Brasil segundo dados preliminares do
Estudo comprova que a necessidade evolutiva de proteger o bebê expande habilidades das mães Uma
Ali Wong - Baby cobra Nesse final de semana vi "Ali
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas