Envelheço na cidade

Na verdade, não sinto que envelheço, mas quando me pego teclando com a Kaká sobre uma musica da Pitty e Ira! e me apercebo que eu tinha algumas coisas em vinil e fui em show deles quando ela era bebê e eu já tentava tocar contrabaixo na bandinha com a Andréa (lembra daquele show, An?), puxa, me sinto meio velha sim! Mas tudo bem, como os caras, eu transito bem no meio dos jovens e nem preciso de botox como a minha xará do Sex And The City!

E já que estou em Curitiba neste final de semana, deixo aqui duas músicas do Ira! que adorava ouvir lá!

Envelheço na Cidade , que me lembra Curitiba e o Cefet!

Eu quero sempre mais , que me lembra o tempo da auto escola e da adaptação à vida paulistana.

Zemanta Pixie
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook