bem estar / destaque

A pergunta é: o que se ganha e o que se perde quando se fica velho?

Faz tempo que tenho trazido para o @avidaquer pautas que falam sobre a maturidade de uma forma positiva, como ela tem que ser neste século XXI, quando as pessoas entram nos “enta” (eu mesma tenho 42 anos) ainda super jovens, conectadas, interessadas no mundo e, principalmente, cheias de sonhos que querem realizar e de vida que querem muito viver.

Por conta disso, quem me segue me avisa quando sabe de coisas legais que combinam com o meu jeito de pensar e de empoderar a turma que vive esta #belezamadura.

🙂

Foi assim que a Raquel, uma jovem voluntária brasileira que atua como RP na Flórida, me convidou para conhecer a campanha “Envelhecer sem vergonha“.

 

A ideia, de cara, me pareceu meio preconceituosa, admito:

“não é preciso ter medo da idade, que você é capaz de viver muito melhor quando se é mais velho”

Mas no “mea culpa” de jovens do texto dela eu achei um lado super positivo e ao ver o vídeo que incorporo aqui, entendi melhor e achei que valia a indicação.

 

Afinal, quantos jovens hoje preferem ficar em casa jogando video game e deixando a vida passar? Quantos jovens preferem ficar no celular do que curtirem um momento com os amigos? Enfim, essa é uma campanha de reflexão para os brasileiros envelhecerem da melhor maneira possível… Praticando o bem, se relacionando com as pessoas, praticando esportes, viajando o mundo….

Também gostei porque a campanha é bem diversificada, com ações programadas, vídeos, quiz e artigos relacionados aos seis temas abordados pela iniciativa: saúde e bem-estar; família e relacionamento; amor e sexo; dinheiro e carreira; envelhecimento e sociedade e estilo de vida e viagens. A ideia, portanto, é discutir o conceito de maturidade de forma ampla, contemplando não apenas a saúde física, mas também os aspectos emocionais, sociais e financeiros relacionados a esse processo. Pessoas de todas as idades participam um videomanifesto, que mostra depoimentos com diferentes visões sobre o assunto, quebrando tabus e desfazendo mitos ligados a essa temática.

A pergunta é: o que se ganha e o que se perde quando se fica velho?

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas