destaque / empreendedorismo / girl up! / sororidade

  
Vim pro Social Good Brasil buscando “alimentar a alma” com gente que sonha e realiza, me inspirar com as iniciativas inovadoras “crowd2crowd” e para cumprir um compromisso: representar a mulher comum no painel Empoderamento Feminino: o que a tecnologia tem a ver com isso?

Quando me coloco como mulher comum não me deprecio não, viram? 

É que me honra fazer parte desse grupo de pessoas lindas que tem família, trabalha e mesmo assim arruma tempo para ser voluntária, de pensar no coletivo sem perder a noção do individual e que não aceita limites para o que acha que é capaz de fazer pelo mundo no cotidiano, numa experiência que não precisa de holofotes, prêmios ou cargos. 

A mulher cidadã é uma arma contra a desigualdade, a falta de oportunidade, a carência de empatia, a busca por significado. Ela faz e não espera para colher os frutos do trabalho, sente em frente porque acredita na semeadura e nas pessoas que estão ao seu redor. A mulher é um ser gregário e por isso capaz de grandes transformações sociais.

  
É sobre essa natureza que fala mais alto que hoje, às 14h, eu, Fernanda Bornhausen Sa, Anielle Guedes (Urban 3D) e Camila Achutti (Blog Mulheres na Computação) vamos para falar hoje no painel Empoderamento Feminino: o que a tecnologia tem a ver com isso?

  
Cola lá no streaming!

  

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas