Jovem de 23 anos compartilha em blog o tratamento de câncer de mama

20130513-175811.jpg

Outubro é o mês no qual concentramos o movimento que trata do Câncer de Mama desde a criação da Blogagem Coletiva Outubro Rosa em 2008. Mas o assunto é importante e está o ano todo na pauta de quem se preocupa com saúde feminina.

“O câncer de mama é o que causa mais mortes entre as mulheres em todo o mundo. De acordo com o INCA (Instituto Nacional do Câncer), a estimativa é que mais de 50 mil novos casos tenham sido diagnosticados no Brasil em 2012. Este tipo da doença é temido pelas mulheres não só pela alta prevalência, mas também pelos efeitos físicos e psicológicos do tratamento.”

Ainda relacionamos os casos a mulheres com mais idade – é mais comum após os 35 anos de idade – e ações públicas focam nesta população, embora estejam reduzindo a idade para atendimento, como comemoramos na Noite Rosa.

Mas o câncer de mama pode se desenvolver em mulheres jovens. Eu mesma tive suspeita de um tumor aos 21 anos, quando fiz minha primeira mamografia. Por isso, é importante divulgar e desmistificar estes casos jovens, para exortar as mulheres a se cuidarem.

Quando soube da jovem que aos 23 anos foi diagnosticada com câncer de mama, pensei logo em compartilhar aqui. Diagnosticada em dezembro, ela usa redes sociais para contar do dia a dia do tratamento e num blog mantém os familiares e amigos mais calmos, além de ter um local para desabafar.

“O caso da Marcela está entre a raridade, por ter apenas 23 anos. Mesmo assim, ela soube ter maturidade para começar a enfrentar o tratamento. A ideia do blog surgiu a partir de um e-mail que escreveu a todos que tinham demonstrado solidariedade e carinho por ela. Este fato aconteceu em seu primeiro dia de quimioterapia. O e-mail circulou tanto que ela resolveu continuar escrevendo sobre a doença.”

Além de ser um espaço para compartilhar a rotina do tratamento, o blog é um espaço para ajudar aquelas que passam por situações parecidas, além de instruir mulheres de todas as idades a fazerem o exame de mama. Para aquelas que estão passando pela mesma situação, Marcela deixou uma mensagem no blog Eu Paciente:

“O primeiro recado de todos é CALMA! O mundo não acabou. Se desesperar, ou sentir pena de si mesmo não vai levar a lugar nenhum. Chora o que tem para chorar, tenha a raiva que tiver pra ter, mas depois lava o rosto, sacode a poeira e bola pra frente. A vida continua, e quando todo este processo chegar ao fim eu e você vamos ter uma historia e tanto pra contar!”

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook