cidadania

Na semana passada acompanhei com meu filho uma série de reportagens de Sandra Moreira e Luís Paulo Mesquita para o Bom Dia Brasil sobre a educação na região amazônica que vive os tempos de cheia e de seca. Além de nos emocionarmos com a dificuldade que eles vivem diariamente para frequentar a escola – e com sua decisão incansável de continuar na escola, enfrentando todos os desafios – pudemos ponderar juntos sobre a importância do professor. A reportagem faz parte de um projeto novo chamado Globo Amazônia, que concentra informações sobre esta região do Brasil que ainda nos é completamente desconhecida, mas que nos desperta grande interesse e curiosidade. 

O que realmente nos chamou atenção foi ver as crianças lendo e relendo os livros do cantinho da leitura, desejosas de mais e sem ter acesso a novas obras. Numa região sem luz elétrica (nem para iluminar a sala quando a chuva escurece o dia), livros seriam uma grande bênção para os esforçadíssimos e incansáveis alunos da região. Pensei na quantidade de obras que meus filhos têm em sua biblioteca (já são algumas centenas de livros em menos de uma década de vida) e no prazer que sentimos ao lê-las em família, assim como lembrei da alegria deles ao trazer livros que escolheram da biblioteca da escola. 

Visitando o site e pesquisando sobre o tema descobri que podemos ajudar aquelas crianças a ter acesso à cultura. Segundo a reportagem, livros infantis e brinquedos educativos são o material que mais falta nas escolas da Várzea. Fora isso, as crianças também não têm brinquedos do tipo bonecas, carrinhos, jogos e materiais que sempre podem ser bem utilizados, tais como cadernos, lápis, borrachas, apontadores e mochilas.

Vou fazer um pacote e enviar alguns jogos educativos de alfabetização que não usamos mais e também alguns livros. Você também tem objetos assim em casa? Faça o mesmo! Os interessados podem enviar doações para:

Escola Municipal São Jorge
Tapará Grande
Santarém – Pará
A/C Ednalda Pimentel – diretora

Secretaria Municipal de Educação
Rua Senador Lemos, 60 – Centro
Cep. 68005-340
Fone: (93) 3522-5890 / (93) 3523-1017
semed@santarem.pa.gov.br

[mappress]
Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas