cidadania


carnaval japonês, japonês, carnaval,  Nihon Nikkei, Movimento Dekassegui, Unidos de Vila Maria, centenário da imigração japonesa, Irashai-mase, imigração japonesa, matsuris, Asakusa, Tokyo, Sâo Paulo, SP, musas japonesas Para não parecer que odeio e estou boicotando o carnaval, eu postei agora no  Nihon Nikkei -Movimento Dekassegui fotos e texto sobre o desfile da Unidos de Vila Maria, que homenageou o centenário da imigração japonesa com o samba “Irashai-mase, milênios de cultura e sabedoria no centenário da imigração japonesa“. Gostei especialmente de uma frase da canção: Com a imigração, somos filhos de uma só nação Não há frase mais verdadeira para descrever a mistura e a integração do povo brasileiro, por isso, quando me chamam de japonesa, falo com orgulho que sou brasileira. Neta de japoneses (sansei), bisneta de alemães-russos, mas sobretudo brasileira. Aliás, quando presenciei um carnaval japonês de verdade, na época dos matsuris (festivais regionais que acontecem no verão) com desfiles de escolas de samba em Asakusa, Tokyo, me fez ver como somos brasileiros e como esta cultura, com a qual nem sempre me identifico, é linda e também é minha! Quer ler mais? Carnaval de São Paulo homenageia imigração japonesa e Duas musas japonesas no Carnaval de São Paulo.

Zemanta Pixie

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas