E já que é Valentine’s Day, que tal uma set list romântica?

“O amor deveria ser mais assim, puro, fraterno, sem o peso das paixões que os casais lhe impõem até porque os verdadeiros amores que temos na vida são baseados nas afinidades, cumplicidade, amizade, muito mais do que no sexo e paixão . Antes que me critiquem, não estou dizendo que devemos separar as coisas ou não ter amor passional, claro que uma comemoração a dois no dia dos namorados tem que ter este encontro, mas pode ser mais, né?”
(eu, em 2008)

samegui happy valentine's day

Adoro a ideia do Valentine’s Day e, a despeito de muitas críticas ao fato de ser um feriado estrangeiro, eu continuo falando dele aqui. Sempre simpatizei com esta data porque era o dia de quem ama – pena que não comemoramos aqui no Brasil. A idéia de que podemos mandar cartões, flores, chocolates para quem amamos, não só para o namorado, é belíssima. Da mesma forma, tem grande afinidade com meus valores, afinal, Valentino ficou famoso por casar quem queria se casar – a despeito das leis, regras, da ordem social. 😉

(E por falar em ordem social, no Japão o Valentine’s Day é dividido em dois, tem o dia dos meninos e o das meninas, como contei aqui)

Como eu comecei a namorar o Gui em novembro, o 14 de fevereiro foi nosso primeiro dia dos namorados e eu fiz para ele um “pergaminho” de papel vegetal com uma música que adorava na época (estávamos em 1992 e eu ouvia muito a trilha sonora de Pretty Woman), especialmente “Fallen (from the Original soundtrack from Pretty Woman) com Lauren Wood & Jeanie Cunningham”. E sim, eu postei a mesma história antes… espero que me perdoem e apreciem a versão de vídeo abaixo, que é diferente da que achei em 2008. 😉

Conte aí qual a sua música romântica para montarmos uma setlist coletiva, que tal?

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook