cidadania / mobilidade

“A necessidade de investimentos em infraestrutura no Brasil é muito grande, e isso já é conhecido por todos. O desafio-chave é como dar suporte e entregar investimentos em infraestrutura eficientes. Nós precisamos nos assegurar de que as cidades e os estados estão aproveitando todas as vantagens das ferramentas disponíveis a eles, incluindo as parcerias público-privadas”.
Roberto Paolino

País que receberá a Copa

e este é o país da copa 620, copa, copa do mundo, país da copa, Country of Cup, Cup 2014, Copa 2014

Os jogos olímpicos deste ano nos fizeram pensar muito na nossa capacidade de receber eventos assim. O Brasil será a sede da Copa do Mundo em 2014 e dos Jogos Olímpicos no Rio em 2016, o que assusta muita gente, não é mesmo? Eu frequentemente recaio neste assunto nas conversas com amigos e me habituei a ver na timeline do Twitter e Facebook os contatos incluindo a mensagem “e este é o país da Copa” quando vivenciam ou acompanham falhas estruturais nos aeroportos, nas vias urbanas e etc.

Claro que nem tudo é Copa… Vivemos um aumento do poder aquisitivo e da urbanização no Brasil, o que cria novas demandas em infraestrutura no País. Acompanhei há alguns dias os resultados de um encontro (o Fórum FT/Citi Ingenuity Awards Infrastructure) que pensava a estrutura necessária para atendermos a tudo isso. Achei interessante a oportunidade de conhcer um pouco mais dos planos (construídos ao longo de 200 anos) do Citi, que tem uma perspectiva diferente sobre as complexidades do desenvolvimento urbano, com iniciativas como Citi for Cities, atuando tanto no setor público quanto privado para melhorar os sistemas de energia, transporte e comunicação e financiar soluções inovadoras de infraestrutura.

O vídeo abaixo (em inglês) mostra parte destas necessidades e acões:

As áreas são indiscutivelmente valiosas para as cidades atuais, afinal, é necessário imprimir grandes transformações para identificação de soluções sustentáveis e estratégicas para a infraestrutura inteligente, conectando e transportando pessoas, energia e informações. Daí meu interesse em ações como o FT/Citi Ingenuity Awards: Ideias Urbanas em Ação, apresentado no fórum. O programa global reconhece indivíduos que têm desenvolvido soluções inovadoras para vencer os desafios urbanos, que beneficiem as cidades, os cidadãos e as comunidades urbanas nos campos da educação, energia, saúde e infraestrutura.

Mais da metade da população mundial vive atualmente em áreas urbanas, números que devem crescer ainda mais nas próximas décadas. Como resultado, as cidades possuem uma necessidade recorrente de endereçar os desafios em urbanização e encontrar soluções que modernizem a sua infraestrutura, melhorem a eficiência e a qualidade de vida, e fomentem o crescimento e desenvolvimento sustentável.

Mas como investir e onde?

Para começar, vejam só: de acordo com a Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB), será necessária uma média de investimentos na ordem de US$ 110 bilhões nos próximos cinco anos. Aqui em São Paulo, uma das cidades que receberá a Copa e onde eu moro e por isso posso ver as obras mais de perto (o que é relativo, pois o estádio do Itaquerão é longe demais até para quem mora na Zona Leste, como eu!), o investimento mais anunciado é o das redes de metrôs: em 2015, o governo do estado de São Paulo pretende ter investido cerca de R$ 45 bilhões na compra de trens, expansão das linhas existentes e modernização da infraestrutura.

Mas eu ainda insisto na fixação das pessoas nos bairros, sabem? Que tal criar microrredes para que as pessoas trabalhem, morem, treinem esportes (para formarmos futuros atletas olímpicos, quem sabe?) e atuem como agentes da sua região. O que, num âmbito maior, espero ver nas cidades da Copa é a população sendo benficiada com as obras e ao mesmo tempo tomando posse destes benefícios, garantindo que sejam usados e cuidados, que tenham função além do cartão postal na época dos eventos.

Aqui o governo divulga alguns projetos para parcerias e concessões público-privadas que são oportunidades de investimentos para o setor privado, com ferramentas como a MIP (Manifestação de Interesse da Iniciativa Privada), que permite aos empresários apresentarem projetos ao Governo.

Brazil's Infrastructure

construindo a estrutura das cidades para a copa, Brazil’s infrastructure, population of Brazil,

Se você mora em alguma das cidades que abrigarão os jogos conte como as coisas andam por aí, na real, fora da cobertura oficial. Queremos saber e quem melhor do que o cidadão para contar?
Faça um post no seu blog ou comente aqui no post, vamos criar um fórum informal para acompanhar isso!

🙂

;

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas