Dia Mundial do Doador #doesangue e #doemedula

“Doar sangue não dói, é rápido e salva muitas vidas. A quantidade de sangue retirada não afeta a sua saúde porque a recuperação acontece imediatamente após a doação.”

Uma data especial me levou a um hospital hoje, o Dia Mundial do Doador de Sangue. E passei parte da tarde lá, não resolvendo problemas meus, mas deixando minha colaboração para minimizar os problemas do próximo (aquele ser que a gente não sabe quem é, mas a quem podemos ajudar quando assim decidimos).

Eu fui doar sangue.

Já na triagem do Banco de Sangue #doesangue

Como dizia no panfleto que recebi quando passei pela triagem do Banco de Sangue, “uma vida não precisa de muito para continuar“, mas precisa de gente. A ciência melhorou muita coisa, evoluiu horrores, mas doar sangue (assim como órgãos, medula, leite humano) ainda é o que nos permite sermos mais gente.

Começando #doesangue

E o medo de agulhas? E a fraqueza que podemos sentir ao doar? E se não me aceitarem como doadora, quem compensa meu tempo perdido? Bom, quem na faixa etária adequada para doar (de 18 a 65 anos) nunca tomou uma injeção, vacina, soro? Doar não é tão diferente disso.

Missão cumprida - já estamos a caminho de casa #doesangue

E é rapidinho: em menos de 3h eu já estava de volta ao lar e à rotina, deixei e busquei os meninos na escola. E sim, como não tenho abono de falta (porque não sou funcionária e sim empresária), tive que compensar um pouco o trabalho, mas nada que me tire o bem estar de ter feito uma boa ação.

Quer fazer o mesmo?

Eu fiz a doação no Banco de Sangue do Hospital Albert Einstein do Morumbi, mas você pode procurar um local perto de você, nos postos fixos do Hemocentro bairro, cidade ou estado.

[E para quem achou que faltaram informações práticas sobre a doação de sangue neste post, é porque em fevereiro eu postei com grande detalhamento aqui: Como fazer a doação de sangue – Hemocentros requisitam doadores antes do feriadão]

P.S. E para quem não é aceito como doador de sangue (porque fez tatuagem há menos de um ano, tem peso inferior a 50 kg ou outro complicante como bronquite ou diabetes), tem outras formas de ajudar, como se cadastrar para ser doador de medula óssea. A RMA Comunicação fará um mutirão em parceria com a AMEO (Associação da Medula Óssea) para coleta de sangue no próximo dia 28/06, a partir das 13 horas, na sua sede em Pinheiros (Rua Cunha Gago, 700), buscando ampliar o cadastro do banco de doadores de medula óssea. Que tal dar uma fugidinha do trabalho na hora do almoço, passar por lá com esta ficha preenchida e deixar algumas gotinhas do seu sangue? E se você não é de São Paulo mas gostaria de participar, faça o mesmo: reuna um grupo no seu trabalho, escola, faculdade, condomínio e promova um mutirão de doações também!

[update]

[/update]

Posts relacionados:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook