Você sabia que um litro de leite materno pode alimentar até dez recém-nascidos por dia? #DoeLeiteMaterno

Fazendo uma busca no blog eu cliquei num post antigo, da Semana Mundial de Amamentação #SMAM2010, no qual eu falava das amigas (então lactantes) Lyane, Dani, Luiza e minha irmã Tiffany. Que delícia! E que saudade, logo serei eu de novo!

Estou fechando o primeiro trimestre da gestação e já sinto que o corpo se prepara para, novamente, ter muito leite materno. Tomo os cuidados de preparação como se fosse a primeira vez, mas aproveito a tranquilidade de saber que tudo funcionou direitinho para vivenciar este período com mais tranquilidade. E já notei que as chances de que eu tenha leite de sobra para doar são grandes, o que me deixa duplamente feliz.

Você sabia que um litro de leite materno pode alimentar até dez recém-nascidos por dia?

Para incentivar as mulheres a praticarem essa ação, o Ministério da Saúde lançou a campanha de Doação de Leite Humano, com o slogan “Doar Leite Materno e multiplicar vida com esperança”.

Sempre doei sem pensar exatamente na realidade dos bebês que receberiam meu leite. Foi quando uma grande amiga virtual, a Evellyn, teve sua bebê alimentada na UTI neonatal e me contou que lembrou de mim quando recebeu esta ajuda, que consegui concretizar de fato o significado desta atitude que sempre me pareceu muito natural. O que descobri ao ter um amigo “do lado de lá”, o de quem recebe, é qual o valor do nosso papel como doadoras de leite humano: salvamos vidas.

Muitas mães de prematuros conseguem tirar leite para seus filhos, mas no geral os bebês chegaram cedo demais para que elas tivessem seus corpos prontos para isso e a falta do estímulo (do bebê mamando, que ajuda a produzir mais leite, como num dínamo), além do sofrimento das famílias com a situação que pode afetar muito esta possibilidade. Quem nunca passou por isso não sabe, mas o bebê gasta muitas calorias mamando, é uma atividade física extenuante e os prematuros nem sempre têm forças ou podem se dar ao luxo de se exercitar assim. Por isso eles recebem a alimentação por sondas e demoram para poder efetivamente mamar nas suas mães. Os internados que não podem ser amamentados pelas próprias mães têm a chance de receber o leite materno por meio da doação e com isso aumentam muito suas chances de crescer e sair do hospital.

E como fazer para ajudar?

Toda mãe que amamenta é uma possível doadora e os benefícios do leite materno para o bebê contribuem para a redução da mortalidade infantil. E quem fala isso não está fazendo propaganda enganosa nem baseia-se em crendice popular: o coordenador da área técnica de Saúde da Criança do Ministério da Saúde, Paulo Bonilha, é quem diz que as propriedades do leite materno são comprovadamente salvadoras, principalmente para os recém-nascidos com agravos, considerados prematuros e que ainda não podem ser alimentados diretamente pelo seio. Elas também são importantes para as mães com dificuldade de produzir e retirar o leite.

Confira o passo a passo para doação de leite materno:

Quem estiver disposto a ajudar pode aproveitar as várias ações de incentivo, como a Iniciativa Hospital Amigo da Criança, Rede Brasileira de Bancos de Leite e a Estratégia Amamenta e Alimenta Brasil, que prepara os profissionais da Atenção Básica para orientar as mães no momento do aleitamento. Saiba mais também na fanpage do Ministério da Saúde, no simpático aplicativo do Facebook (e que tem vários depoimentos de mães doadoras) e no Twitter @minsaude e na busca pela hashtag #doeleitematerno.

Veja o making of do vídeo da atriz Maria Paula e entenda o significado de fazer parte deste time. Junte-se a nós!

P.S. Considerada referência mundial, a RBLH-BR apoia outros países, por meio de suas experiências bem sucedidas, exportação de tecnologias e equipamentos. Criada por iniciativa do Ministério da Saúde e da Fiocruz, a Rede Brasileira é a maior e mais complexa do mundo, sendo composta por 210 Bancos de Leite Humano em operação. Os resultados alcançados anualmente com a prestação de serviços e a produção de leite humano evidenciam o impacto positivo de sua atuação no campo da saúde materno-infantil brasileira. Por ano, mais de 160 mil litros de leite humano pasteurizado com qualidade certificada são distribuídos a mais de 158 mil recém-nascidos internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e semi-intensiva.

Posts relacionados:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook