Eu sou doadora. Seja você também! #doarnaoeumtabu

20121025-114240.jpg

Doar não é um tabu! Como você contaria para sua família que é um doador de órgãos e tecidos?

Eu posso usar o fantoche personalizado que ganhei hoje da Associação Brasileira de Transplante de Órgãos para formar generosos futuros doadores! Lembre-se: para doar, é só falar. Você tem o poder de dar continuidade a histórias de vida tão bonitas quanto a sua.

Sou doadora desde os 16 anos, quando informei oficialmente meu desejo de doar as córneas. Na época era necessário registrar a permissão para doação, mas hoje, vejam só, basta contar aos amigos e familiares que decidimos isso e eles poderão ajudar outros caso nossa vida finde. Na verdade, neste caso, a vida poderá continuar justamente porque nos tornamos doadores, numa corrente do bem daquelas bem especiais, refazendo a ideia de “ciclo da vida” que a natureza tem e, com o avanço da ciência, o homem pode ampliar salvando muitas vidas com a ajuda de uma.
Você pode começar pensando na doação em vida de sangue e medula óssea
e depois contar para sua família da sua decisão de ser doador universal.

Para estimular as pessoas a tornarem pública sua decisão de doarem órgãos e tecidos, uma campanha divertida, baseada nos bonequinhos como o que ganhei de presente hoje, convida a usar a criatividade para criar formas de tornar clara esta opção. A partir da pergunta: “Como você contaria para a sua família que é um doador de órgãos?” basta usar a criatividade num texto, imagem ou vídeo e torcer para ser um dos vencedores do concurso cultural que pretende ajudar a salvar milhares de vidas, além de premiar os autores das melhores respostas com R$ 10 mil em prêmios (divididos entre os 3 primeiros colocados). E o primeiro colocado ainda verá a sua ideia ser transformada em um vídeo oficial da campanha.

Descubra seu jeito de contar e participe do concurso no site www.doarnaoeumtabu.com.br.

Saiba mais sobre a doação de orgãos e tecidos neste site, onde tem inclusive uma cartilha especial para download gratuito. Vale visitar também os sites Adote e ViaVida.

Posts relacionados:

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook