Discutindo a relação… com o dinheiro

Especialistas divergem em vários pontos sobre a forma de investir de homens e mulheres, mas (geralmente) concordam que os homens gostam de decidir logo e “seguir em frente”, enquanto as mulheres são cuidadosas e pesquisam mais antes de investir. Pensando friamente os dois são complementares, mas nos tempos atuais as mulheres não querem mais compartilhar suas decisões financeiras com homens.

Eu, por exemplo, não sou de discutir com meu marido sobre o tema, mas já “briguei” várias vezes por telefone com meu gerente do banco sobre as sugestões de investimento que ele me faz. Aprendi desde cedo que é importante planejar e, ao mesmo tempo, ousar. Mas no geral noto que as mulheres sentem-se inseguras sobre o cuidado com seu próprio dinheiro porque historicamente elas cuidavam de todos os membros da família e se habituaram a pensar no coletivo em detrimento de si mesmas.

Se você estiver começando uma família ou pensando em mudar o jeito como você se eu marido lidam com os investimentos, vale tomar alguns cuidados:

  • mantenha uma conta separada com pelo menos parte do seu dinheiro para ter independência – minha sogra me ensinou isso quando eu ainda era noiva e tem sido vital para minha independência financeira
  • fale sobre dinheiro com seu parceiro, afinal, se o tema for complicado para vocês antes de casar, algo não está bem no relacionamento
  • estude os hábitos financeiros do seu parceiro para saber quais são as afinidades e as diferenças entre vocês. Algumas coisas – como gastar demais ou jogar – devem ser vistas com seriedade e clareza para não render problemas graves no futuro

E, por fim, não permita que a chegada dos filhos seja uma desculpa para vocês compensarem suas frustrações financeiras. Aliás, crianças e finanças é o tema da próxima coluna. Este papo continua por lá.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook