Dirigindo na Marginal

Mesmo quem não mora em São Paulo  já ouviu falar, pelo menos no noticiário da TV, sobre o trânsito na Marginal Tietê ou Marginal Pinheiros. Bem, morando aqui, ouve-se muito mais com os congestionamentos e tráfego. Desde que comecei a dirigir aqui as marginais eram meu limite, o tabu da minha autonomia como motorista.

Ontem de manhã Gui e eu fizemos um passeio com jeito de auto-escola na Marginal, fui até o aeroporto de Guarulhos e voltei… huahuahua. Ele ficou num estresse na volta, quando acessamos a Salim Farah Maluf saindo da Dutra, mas enfim, quebrei a barreira da Marginal. 😀 Upgrade em minha vida de motorista em Sampa, que coisa boa!

P.S. O domingo também teve um almoço super especial que meu amor fez, um risoto com carne seca (na verdade, um carreteiro feito com arroz arbóreo que ficou otimo e logo vai para o Conversas Virtuais de Cozinha) e um jantar com carne assada e ravioli a quatro queijos, especialidade minha. E o jantar foi na companhia da Renata e do Claudir, que finalmente convenceu o Gui a escrever num blog. Meu amor estréia nesta semana no Interior Line!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook