7 dicas para ter mais resultados sem perder o equilíbrio em 2017

Para mim, a chegada de fevereiro traz uma sensação de que já estou atrasada com minhas resoluções.

Pode ser só porque faço aniversário no começo do mês, mas o fato é que, historicamente, é neste mês que consigo colocar tudo para funcionar de verdade. Janeiro pode ser, no máximo, um tempo de planejamento minucioso, mas a coisa de “colocar o carro na rua” acontece mesmo no segundo mês do ano.

Estabelecer metas é fundamental, mas ter a disciplina necessária para colocá-las em prática é o que fará TODA diferença no ano.

Se o ano que passou foi um daqueles que a gente vai querer esquecer – a maioria dos brasileiros não conseguiu concretizar suas expectativas,  muito por conta, é verdade, da atual situação do país, especialmente nos âmbitos financeiro e político – este ano PRECISA dar certo, concordam?

7-dicas-para-ter-mais-resultados-sem-perder-o-equilibrio-em-2017

Trago sete dicas que podem garantir um 2017 muito melhor.

As orientações são de Christian Barbosa,especialista em administração de tempo e produtividade, é CEO da TriadPS, com comentários meus.

😉

Leia a seguir:

1. Inicie o ano sem pendências
Para iniciar o ano livre, analise tudo o que está pendente e elimine o que for supérfluo ou não traga resultados significativos. Dedique-se às tarefas e projetos mais importantes para serem concluídos o mais rápido possível;

Eu comecei o ano fazendo alguns encontros e planejando projetos e produtos que quero concretizar na minha empresa neste ano. Mas, antes de ir além nos trabalhos, me coloquei duas regras: (1) priorizar os que têm chances de dar retorno mais rápido e (2) colocar uma data limite para o tempo que vou investir neles sem que dêem resultado concreto.

Pode ser 1 ano, podem ser 3 meses. Mas ter uma data limite ajuda a focar e a seguir em frente se não for bem aquilo!

2. Aprenda com os seus resultados
Saiba quais são os seus pontos fracos e fortes. Faça uma análise pessoal e verifique quais os aprendizados obtidos em cada experiência. Analise a fundo os comportamentos e atitudes. Reproduza os que o levaram aos bons resultados e evite os que culminaram em resultados ruins;

Quem começa novos projetos e traça metas para um novo ano sem olhar para trás atua como o cara que paga as contas de hoje em dia, mas fica aumentando a bola de neve do rotativo do cartão de crédito. Não tem jeito. Para os novos investimentos terem força, é preciso zerar o que ficou para trás. E isso inclui olhar de frente os motivos que fizeram dar certo ou errado!  Conclua os projetos, faça (nem que seja mentalmente ou em reunião com sua equipe) uma análise do que passou, considerando os resultados, mesmo dos projetos que continuam em andamento e, principalmente, dos que ficaram no ano que fechou. 

3. Faça o seu planejamento
Agora que você está livre de pendências e conhece seus pontos fracos e fortes, chegou o momento de planejar. Primeiro, considere a quantidade de metas, lembrando que, quanto menor for o número estipulado, maior será sua capacidade de foco e execução para atingir os resultados desejados. Para finalizar, você deve criar um plano de ação, ou seja, desdobrar a meta em pequenas tarefas que devem ser realizadas com regularidade até que o objetivo principal seja atingido;

Muitas vezes eu falo em planejamento e meu interlocutor responde elencando numa frase o que acha que faremos. Diz algo assim: “Vamos criar um produto X, para marca Y, com foco no consumidor Z e divulgá-lo em N redes”.  Eu rio porque para mim planejamento é algo que, se não for minucioso e detalhado, é uma conversa de bar. 

4. Saiba o papel da disciplina no trabalho
Segundo os especialistas Robert Kaplan e Michael Porter, 90% das estratégias falham pela execução, e não pela qualidade da estratégia em si. Isso significa que, por melhor que tenha sido o seu planejamento, você não alcançará os resultados esperados, a menos que tenha muita disciplina no trabalho. Se você é um procrastinador, comece com pequenas metas diárias para aumentar gradativamente seu foco;

Procrastinadora eu não sou. Trabalho em excesso. Mas admito que, como a maioria das mulheres, faço mil coisas ao mesmo tempo.  Então, para mim, o que funciona é determinar dias e horários para as atividades constantes (por exemplo, toda segunda-feira eu produzo conteúdo, todo primeiro dia útil do mês eu atualizo mídia kit dos blogs) e planejar meus horários com atividades que caibam, tomando o cuidado de “mudar de lugar o post-it” quando não dou conta de fazer alguma coisa naquele dia planejado. Assim costumo dar conta o que me proponho. 

5. Reconheça os seus pontos fracos e tome medidas para contorná-los
Se você não consegue, por exemplo, se concentrar no trabalho com a internet ligada, desligue-a ou considere usar um navegador apenas para trabalho com extensões de bloqueio de sites que te façam “fugir” das tarefas;

Olha, taí uma coisa valiosa. Música não me atrapalha, TV rouba o foco demais, por exemplo. No horário que determino que é para leitura e estudo (jornalista tem que ser super informada, então leio horrores) eu tento desligar a internet. Se leio no iPhone ou iPad, uso modo avião, mas no geral adoto o leitor digital para livros e revistas e o jornal de final de semana eu leio no papel mesmo!

6. Não fique com o seu plano de ação somente na cabeça
Quanto mais livre estiver sua mente, mais capacidade de contração, foco e criatividade estará à disposição. Por esse motivo, não guarde as coisas somente na sua cabeça e utilize um software para gerenciar todas as suas metas, projetos e equipe. Caso não seja muito ligado em tecnologia, utilize um bloco ou agenda;

Pois é, já tentei estes sites para organizar trabalho coletivo e para mim o que funciona mesmo é a mescla dos meus post-its na parede lousa ou na agenda da bolsa e planilhas de excel. Cada um tem seu jeito, o importante é não confiar só no cérebro, ter um registro da ideia e lembrar de voltar a ela sempre para conferir se concretizou o que se propôs. 

7. Alimente-se bem
A alimentação inadequada enfraquece a sua produtividade. Alimente-se e hidrate-se para fazer o seu cérebro funcionar de forma adequada, prevenir o estresse e garantir que você esteja com energia para cumprir as tarefas planejadas e não sucumbir às distrações.

Nem precisa falar disso, né? Ou precisava? Dentre meus planos já em andamento está uma coluna fixa aqui no blog que chama “Boa dieta inclui…“. 

🙂

Leia também:

Música e produtividade: 3 dicas para fazer isso dar certo!

musica-e-produtividade-no-trabalho

Dicas para seu planejamento anual

"O ideal é fazer uma lista pequena, com apenas três metas para o ano todo. Do contrário, a chance da pessoa não conseguir alcançar o objetivo será grande e isso certamente a frustrará. Quanto maior a quantidade de metas a alcançar, menor o foco e a possibilidade de concretização."

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.