Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes #semtrabalhoinfantil

20130513-225657.jpg

Hoje a Rejupe-SP (Rede de Adolescentes e Jovens pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo) realiza na Avenida Paulista um flash mob para alertar sobre o risco de aumento dos casos de exploração sexual de crianças e adolescentes durante os megaeventos esportivos.

O flash mob – uma rápida manifestação em grupo e coreografado – será feito em dois momentos: no primeiro os participantes vão representar a expectativa dos brasileiros pela aproximação dos eventos esportivos e em seguida farão um alerta sobre a necessidade de denúncia dos casos de exploração sexual infantil.

A ação acontece na semana do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes (oficialmente dia 18 de maio) e conta com o apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Viração Educomunicação.

Para participar do flash mob, é preciso aprender a coreografia (no vídeo) e comparecer às 15h desta terça-feira ao local, na altura do 1.800 da Avenida Paulista. Os participantes também são convidados a usar alguma roupa que represente uma modalidade esportiva.

Infelizmente, a Copa das Confederações, Copa do Mundo e Olimpíadas, levam especialistas e ativistas dos direitos humanos a alertarem a sociedade para a possibilidade de aumento nos casos de exploração sexual infantil durante o período desses eventos.

O levantamento “Turismo e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: um Estudo dos seus Fatores Determinantes”, divulgado em 2012, mapeou a relação entre o turismo de lazer e a exploração sexual de crianças e adolescentes no Brasil. O documento, produzido pela John Snow Brasil Consultoria, mostrou que, em Salvador (uma das cidades pesquisadas por ter grande fluxo de turistas), para cada 372 turistas internacionais, houve aumento de uma denúncia de exploração sexual de crianças. A análise foi feita entre 2008 e 2010.

Em todo o Brasil, o serviço para denúncias, que pode ser feito anonimamente, é o Disque 100.

P.S. A Rejupe é uma iniciativa UNICEF e foi criada em abril de 2011 durante o Encontro Nacional dos Adolescentes pelo Direito ao Esporte Seguro e Inclusivo, realizado, no Rio de Janeiro, pelo UNICEF em parceria com o Iidac, Instituto Esporte & Educação (IEE), Sesc e Centro de Promoção da Saúde (Cedaps). É também um espaço de participação e integração formado por adolescentes brasileiros com o objetivo de proporcionar a troca de experiências entre adolescentes, jovens e grupos de participação cidadã para consolidar ações de defesa e promoção do direito ao esporte seguro e inclusivo, para todas as crianças e adolescentes do Brasil, assim como iniciativas que incidam diretamente no planejamento e construção de um legado social positivo para os megaeventos esportivos.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.