Como você faz para manter a saúde em dia e não cair na tentação do cigarro? #diamundialsemtabaco

20130530-113920.jpg

Vamos apoiar o @minsaude no Dia Mundial Sem Tabaco?

Hoje, em ação com Instagramers Brasil (@igersbrasil), todos estão convidados a postar fotos com as hashtags #IgersBrasil_SemTabaco
#minsaude #diamundialsemtabaco #semtabaco.

“Resistir à tentação do cigarro é um desafio para várias pessoas. Por isso, na semana do Dia Mundial Sem Tabaco (31 de maio), o @igersbrasil está com o @minsaude e alerta: 90% dos fumantes começam a fumar ainda na infância e adolescência incentivados e instigados pela publicidade e embalagens de cigarros, posicionadas nos pontos de venda para despertar a curiosidade de crianças e adolescentes.”

A ideia é mostrar em fotos “Como você faz para manter a saúde em dia e não cair na tentação do cigarro?”

Não sei se terei ideias para fotos, mas tenho uma história pessoal para contar.

Fui filha (sobrinha, neta, etc) de fumantes, cresci com gente fumando ao meu redor. Fiz ensino médio e faculdade com gente fumando na sala de aula, professores ou colegas. Nos primeiros anos de trabalho em redação como jornalista, quase todo mundo fumava. Passei mais de 20 anos assim e sendo assediada por comerciais de cigarro que vendiam uma imagem de saúde ou de “gente descolada” (lembra de “cada um na sua, mas com alguma coisa em comum”?) e nunca fumei. Mas fui uma das maiores entusiastas do corte de comerciais desta indústria e hoje milito contra o trabalho adolescente que envolve as produções familiares que atendem à demanda por fumo no sul. Milito por uma mudança de política geral, para todos, pois creio que as marcas devem se ajustar aos novos tempos. Todas elas, grandes ou pequenas.

Precisamos nos posicionar contra uma prática geral e um dos nossos poderes é boicotar. Meus filhos são do tempo em que TVs infantis (a cabo ou de fundações) não tinham comerciais. Sim, teve este tempo há pouco, já nos anos 2000. Hoje eu corto aqui os programas com excesso de comerciais e olha que já tenho dois moços em casa, mas não aceito ter minha vida invadida por publicidade, especialmente quando eu pago (a TV a cabo) ou a empresa se diz uma Fundação (as TVs “educativas”). Então aqui não tem ibope para coisas assim. Desligamos e vamos fazer outra coisa da vida.

Todo mundo sabe que fumar é um risco para a sua saúde e para a de quem está a sua volta, mas pouca gente sabe o quanto a situação piora no caso das mulheres. Infelizmente, é verdade. O fumo é a causa da morte de 40% das mulheres com menos de 65 anos e, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) o cigarro mata por ano mais de 5 milhões de pessoas, sendo 1 milhão e meio mulheres, que já são 200 milhões no mundo. Por incrível que pareça, embora o Brasil seja o país onde nos últimos 20 anos houve a maior queda no número de fumantes, entre as mulheres a queda foi menor e se o número não baixar, até 2030 cerca de 2 milhões e meio de mulheres podem morrer vítimas do tabaco.

Saiba mais sobre a relação nociva do cigarro com a saúde feminina no post: Dia mundial sem cigarro (com delay).

E apoie você também essa campanha marcando quantas fotos puder, que sejam exemplo de atividades que ajudam a afastar o cigarro da vida das pessoas.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.