Dia dos pais

Considero o Dia dos Pais tão importante quanto o das Mães, por uma questão de afeto e por ter um vínculo forte com meu pai (que agora chamo só de “Ditian”, vô em japonês). Mas ao contrário do que acontece quando preciso presentear minha mãe, nunca sei o que fazer para agradar meu pai. Claro, a gente nunca acha um presente que traduza tudo mesmo, todo amor, gratidão e importância que têm nas nossas vidas. A opção costuma ser, livro para minha mãe (que os ama talvez até mais do que eu) e roupas para meu pai, que é um japonês elegante vaidosinho.

O dia dos pais mais especial que tive com o meu velhinho foi no Japão, em 1999, quando a data japonesa (terceiro domingo do mês de junho) caiu no dia do aniversário dele, 18/06. Ele estava me visitando e foi muito especial poder agradá-lo e tê-lo só para mim. Ah, lembrei de outra historinha de dia dos pais. Minha mãe conta que soube que estava grávida de mim (primeira filha) perto do dia dos namorados e contou ao meu pai deixando presentes (um traje completo, com ternos e acessórios) para ele com cartão de um “japonesinho”. 🙂

(Tentei fazer uma foto montagem minha com ele sem usar o scanner, mas saiu péssima… mesmo assim deixo aqui até conseguir fazer uma melhor… Pai, eu te amo!)

P.S. Nesta homenagem de dia dos pais deixo um abraço especial para meu Padrinho Maneco, que é uma bênção imensa em minha vida, e ao Gui, meu amor e pai maravilhoso dos meus filhos.

P.P.S. Há alguns dias li um artigo do médico Moises Cencinski sobre a origem do dia dos pais. Ele conta que

A primeira citação sobre essa data vem de mais de 4 mil anos atrás, na Babilônia, quando Elmesu moldou esculpiu em argila o “primeiro cartão” desejando sorte, saúde e longa vida a seu pai. Sem nenhuma outra informação até 1909, quando, Sonora Louise Smart Dodd resolveu homenagear seu pai, John Bruce Dodd, que desde a morte de sua esposa, em 1898, logo após o parto de seu sexto filho, criou o recém-nascido e toda essa família sozinho. A partir do dia 19 de junho 1910, dia do aniversário de John Bruce Dodd, essa data passou a ser comemorada na cidade de Spokane, estado de Washington, através da intervenção de Sonora, sendo que a rosa vermelha (dedicada aos pais vivos) e a rosa branca (dedicada aos pais já falecidos) forma escolhidas como símbolo da data. Em 1924, o presidente Calvin Coolidge apoiou a idéia de um Dia dos Pais nacional e, finalmente, em 1966, o presidente Lyndon Johnson assinou uma proclamação presidencial determinando o terceiro domingo de junho como o Dia dos Pais (alguns dizem que foi oficializada pelo presidente Richard Nixon em 1972).

No Brasil, essa data é comemorada no segundo domingo de agosto. Esse fato é atribuído ao publicitário Sylvio Bhering, que festejou pela primeira vez, no dia 14 de agosto de 1953, dia de São Joaquim, patriarca da família.  Há países que celebram essa data no dia 19 de junho (África do Sul, Argentina, Canadá, Chile, Eslováquia, Estados Unidos, Filipinas, França, Hong Kong, Holanda, Índia, Irlanda, Japão, Macau, Malásia, Malta, México, Peru, Reino Unido, Turquia e Venezuela).

Em Portugal, o dia dos pais acontece em 19 de março, dia de S. José, pai de Jesus, que era carpinteiro em Nazaré, na Galileia. Conta-se que esse culto a São José começou no século IX e que o papa Gregório XV, em 1621, apontou a data de 19 de março como a da sua morte. O nome José vem do hebreu (Youssef) e significa “que Deus acrescente”. Na Espanha, na Itália e na Bélgica (St. Joseph´s Day) a data é celebrada nesse mesmo dia. Na Rússia, os homens comemoram seu dia em 23 de fevereiro, chamado de “o dia do defensor da pátria” (Den Zaschitnika Otetchestva) ou “dia do exército”, mas não existe, oficialmente, o dia dos pais. Na Alemanha também não existe um dia oficial dos Pais. Eles comemoram no dia da Ascensão de Jesus (data que varia de acordo com a Páscoa). Na Coréia do Sul, a data é comemorada em 8 de maio e juntamente com o Dia das Mães. Na Tailândia, o dia reservado para essa celebração é 5 de dezembro, em homenagem ao nascimento de Bhumibol Adulyadej, o Grande (pronuncia-se Phumiphon Adunyadet e significa Força do Incomparável Poder da Terra), rei desde 1946. É o reinado mais longo da Tailândia. O Rei Bhumibol foi um compositor de jazz e saxofonista e escreveu a “antena real” (música que acompanha as fotos da família real antes de cada filme exibido nos cinemas de todo o país). Ele é fluente em inglês, francês, alemão e tai. Ele era visto com freqüência em seu Rolls Royce, passeando por alguns distritos de Bangkok, mas, com a saúde cada vez mais debilitada, não tem aparecido muito em público.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook