destaque

Em meio a tantas novidades que explodem incessantemente no dia a dia de nós, jovens, a  distância entre a nossa geração e a de nossos pais parece ser irreparável. Nossos pais ainda comentam sobre um programa que viram no Discovery Channel, na Globo ou sobre algo que leram no portal da Uol.

Eles parecem não entender quando tentamos explicar sobre quem são os youtubers, o que é uma História do Insta ou, às vezes, qual a diferença entre os termos ‘série’, ‘temporada’ e ‘episódio’.

Pelo menos, essa era a situação entre meu pai e eu.

youtubers

E quando tudo parecia perdido, e já não havia mais assuntos ao jantar, descobrimos uma solução simples e prática. Algo de que muitos pais já estavam fazendo com suas filhas e filhos.

Eu e meu pai começamos a assistir a uma série juntos!

netflix

A primeira série que nós vimos (sem contar The Returned, que foi cancelada e ficamos bem bolados) foi Prison Break. E nossa conexão foi instantânea.

Trocamos as perguntas vazias de ‘Como foi a escola hoje?’ para ‘Vini, será que a Sarah vai morrer?’, ‘o que aconteceu ontem na série, mesmo?’, ‘o Burrows tá sendo muito egoísta, não acha?’.

prison

E é mesmo muito engraçado. A forma que a geração deles assiste a uma série absolutamente não é igual à maneira que nós assistimos.

E fica aqui o meu convite a todos os pais, filhas e filhos que buscam por algo novo em suas relações. Maratonem juntos!

maratona

Já deixo avisado: haverão dias de que vocês, filhos, se estressarão com seus pais. Porque eles irão dormir em plena Season Finale, mexerão no celular sem nenhum motivo, levantarão do sofá e irão comer algo na cozinha, sem nem dar pause.

Não importa quantas vezes você repita, eles não decorarão que o nome do filho da Lily e do Marshall é Marvin. Eles irão absolutamente apagar da memória o fato de que o Jesse foi aluno do Mr. White, antes de qualquer coisa.

E não. Eles jamais pegarão uma referência.

how-i-met

Mas uma coisa eu posso garantir. Eles começarão a conversar empolgados com seus amigos de trabalho, dizendo que agora assistem à Netflix com seus filhos. Logo, vocês dois terão o horário sagrado da série. E não importa o quão cansado você esteja, seu pai vai brigar com você até te convencer a assistir pelo menos um ep.

Vocês criarão inúmeras piadas internas, que ninguém mais da sua família irá entender. Vocês conversarão sobre coisas que jamais pensaram em conversar.
E ficarão mais próximos.

breaking

Já faz um ano e meio que assisto a séries com meu pai. E eu não trocaria esse horário, das 19h às 21h, por nada.

É incrível como conseguimos bons momentos e coisas positivas mesmo de algo tão frio, como estar à frente de uma tv.

Desejo a todos um feliz dia dos pais.
Que vocês tenham sempre algo que mantenham vocês próximos de quem amam.
E quando a criatividade acabar e não souberem mais o que fazer juntos, comecem uma nova série.

Eu garanto que dá muito certo.

Você pode gostar também de ler:
Antigamente uma família com alguma condição de incentivar os filhos no estudo detestaria a ideia
O cineasta Rafael Primot juntou um elenco incrível pra contar histórias de amor. Com Maria Luisa
Desde que fiz meu primeiro detox digital, num verão há alguns anos, eu tenho descoberto
Como envolver os estudantes nas decisões da escola e promover uma cultura de participação?  Nesta
Como lembrou Francisco Russo no Anime Pop, “o bom anime japonês tem por tradição lidar
The following two tabs change content below.
Vinii ainda é estudante de jornalismo e tem muito o que escrever pela frente. Paulistano de berço, se esforça pra não se acostumar com o cinza e o cruel de Sp. Acredita que há amor aqui, e em qualquer outro lugar, e luta contra o futuro de Black Mirror.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas