mãe

Hoje me despeço do blog do Desabafo de Mãe e sinto que terei que transferir minhas Terças Maternas para cá. Acostumei-me de tal forma que Terça é dia de cidadania, teatro, literatura, TV, entre outras coisinhas de mães de meninos”, que não sei se quero dissociar este dia da vida de mãe. Organizar a vida em dias me parece “coisa de virginiana” (e está aí Aline no BlogDex para comprovar), mas sinto que vou me organizar assim neste ano. Aliás, quero redefinir muita coisa na minha vida neste ano. Comecei com a casa e contei com a providencial e gentil ajuda da Evellyn que estudou a planta do meu apartamento e deu dicas de feng shui – ela está de casa nova, aderiu ao wordpress. Depois são os compromissos, estou reduzindo a carga para poder ficar com minha família e me desligo do blog do Desabafo de Mãe por esta razão e outras, como contei no meu post de despedida.  

Estar offline é uma minhas das condições para viver a família, apesar de eu ficar ligada no msn/gtalk com meu marido e meus filhos o dia todo (a webcam fica de olho neles), refletindo o que Ceila ponderava em geração google.Esta geração terá mães mais ligadas na tecnologia e acredito que cada dia mais ligadas neles. Ao contrário de nossas mães, que no geral foram à luta (algumas no melhor estilo Malu Mulher, outras nem tanto) e nos criaram sendo polivalentes, a geração à qual Ceila, Sueli e eu pertencemos tenta fazer bem uma das coisas, sem se anular em todas as outras. Desafio tão difícil quanto o de nossas mães, mas que vamos testar para ver se é possível se priorizarmos.

É isto. Estou priorizando a família em 2008. Interessante porque esta decisão interna, que tomei ainda em dezembro e deixei amadurecer por algumas semanas, tem me trazido ainda mais para o blog, que pretendo deixar mais A Vida Como A Vida Quer e menos Sam Shiraishi. Será que consigo? Será um caminho adequado? Como diz Luma Rosa na sua página de comentários, “uma escolha certa sempre leva a outra”.

Você pode gostar também de ler:
  Esse texto é para você, que assistiu o filme e está fritando para ler
Aziz e Fatima Ansari em Master of None No mês das
A gravidez na adolescência teve uma queda de 17% no Brasil segundo dados preliminares do
Estudo comprova que a necessidade evolutiva de proteger o bebê expande habilidades das mães Uma
Ali Wong - Baby cobra Nesse final de semana vi "Ali
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas