cidadania / destaque / empreendedorismo

forum davos

Na lista dos dez riscos com maior impacto a uma escala global nos próximos dez anos, três são econômicos: choque nos preços da energia, crises orçamentais e bolhas de ativos. Junte a isso ameaças sociais, ambientais e geopolíticas – como as migrações forçadas em várias regiões do planeta, os problemas regionais no abastecimento de água, e as “antigas” demandas globais como o colapso de ecossistemas e a perda de biodiversidade, além do debate que para nós parece distante, mas é real, da utilização de armas de destruição em massa, a propagação de doenças infecciosas (o zica tem nos mostrado que isso está longe de ser distante) e profundas instabilidades sociais e veremos que o Fórum Econômico Mundial deve estar na pauta de todo mundo e que a gente deveria sim acompanhar bem de pertinho estes 3 dias.

Parte destes problemas mundiais está no relatório ‘Global Risks Report, que o Fórum Econômico Mundial prepara todos os anos para o habitual encontro de líderes em Davos, na Suíça. Nestes dias, ouvimos declarações sobre estas questões com opiniões de algumas das personalidades mais influentes nas mais diversas áreas. Gente pouco conhecida do público leigo, como Mario Draghi, Christine Lagarde, Carlos Ghosn, Nouriel Roubini, até os “popstars” como Bill Gates, Ban Ki-Moon, Leonardo DiCaprio, Al Gore, Sheryl Sandberg vão opinar.

global risks 2016 davos

Nem tudo é pessimista. O relatório elenca os riscos e problemas sim, mas também traz com a série de alertas com os quais pretende marcar a discussão uma “to-do list”, ou seja, uma possível lista de prioridades para fazermos coletivamente e que deveríamos encarar como as mais urgentes.

Neste ano, algumas situações de risco também ganham peso, como o aumento do desemprego e subemprego, os conflitos entre Estados, o roubo e uso fraudulento de informação, comércio ilegal ou a ciberdependência.

Claro que os riscos econômicos concentram boa parte das preocupações dos especialistas que contribuíram para o ‘Global Risks Report’, afinal, é um fórum econômico! Criado em 1971 e realizado anualmente em Davos (Suíça), o Fórum reune lideranças mundiais para discutir temas econômicos de interesse global, como estratégias para a retomada do crescimento ao redor do mundo e ações para o aquecimento da economia nos países.

E o Brasil…
Segundo o Blog do Camarotti, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, será o responsável por chefiar a delegação brasileira que participará do encontro, pois a presidente Dilma pretende se concentrar na formulação de propostas para combater a crise econômica no Brasil e a intenção dela é mostrar resultados concretos. Desde que chegou ao Palácio do Planalto, em janeiro de 2011, a petista só foi uma vez, em 2014, ao encontro. No ano passado, por exemplo, ela trocou sua participação pela posse do presidente boliviano, Evo Morales, em La Paz.

 

What’s on the minds of over 1,400 CEOs around the world? On 19 January 2016, Dennis Nally, Chairman of PricewaterhouseCoopers International Ltd., revealed the results of our 19th Annual Global CEO Survey at a press briefing in Davos. One of the media highlights on the opening day of the Annual Meeting of the World Economic Forum, the annual survey of business leaders sheds light on the key opportunities and challenges facing business today.

P.S. Algumas preocupações parecem tão fortes que vão além do encontro: a consultoria PwC divulgou um relatório (What’s on the minds of over 1,400 CEOs around the world?) com entrevistas feitas com 1.409 executivos de 83 países, no qual conclui que dois terços dos empresários encontram hoje mais ameaças aos seus negócios do que há três anos. Entre os principais riscos para as empresas estão a regulação excessiva em alguns setores, incertezas políticas em diferentes pontos do planeta, escassez de profissionais qualificados, instabilidades cambiais e segurança cibernética, temas que irão também marcar a agenda dos líderes em Davos.

The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas