Curitiba Literária

osorio.jpgUm dos lugares de que tenho saudade em Curitiba é a Praça Osório. É estranho, pois hoje ela é um lugar nada convidativo, mas quando eu era criança e visitava minha avó, brincar lá era gostoso, ver as árvores enormes, ir às Lojas Americanas ali pertinho (primeiro lugar onde vi escada rolante), os quadros dos artistas na Boca Maldita e passear no apartamento da minha prima no Edifício Asa. Depois, na época da faculdade, eu atravessava a XV (rua das Flores) desde a Santos Andrade para pegar ônibus na Praça Rui Barbosa e lá estava novamente a Osório me esperando no final.

Há alguns anos a prefeitura promove feiras de artesanato e gastronomia étnica lá e já levei os meninos para provar pierogi e outras coisas curitibanas. Nesta semana, de 4 a 10 de novembro, acontece outro tipo de evento por lá, também tradicional e que me agradaria poder visitar. É a primeira edição do Curitiba Literária. Desde segunda, 5, a tenda-auditório montada perto da estação-tubo é referência para os principais debates com autores brasileiros e estrangeiros. O poeta americano Jerome Rothenberg, os escritores mexicanos David Toscana e IgnácioPadilla, o colombiano Efraim Medina Reyes, os autores nacionais PauloLins (autor de Cidade de Deus), Miguel Sanches Neto, Moacyr Scliar,Eric Nepomuceno e Ignácio de Loyola Brandão prometem sua presença. A tradicional feira de livros e os shows no horário do almoço, das 12h30 às 13h30, continuam lá, mas a programação estará ainda Sesc da Esquina e Teatro Paiol. No Sesc, o público vaiencontrar os compositores-poetas Arnaldo Antunes, Antônio Cícero, TonyBellotto, Vítor e Kledir Ramil.

Veja no blog a programação do evento, o calendário de atividades, fotografias e currículos dos escritores e poetas participantes, clipes das bandas egrupos musicais, reportagens e matérias divulgadas pela imprensa.

P.S. Já que estou falando da minha cidade, indico as ilustrações de Mara em Curitiba Ilustrada, que fazem parte de um livro e são adoráveis. Destaque para a Feirinha e o Pastel do Álvaro, especial para quem estudou no Cefet-PR.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.