Curar as crianças dando suporte à família

Vocês também já começaram a ouvir falar sem parar no Criança Esperança? Ontem estava vendo o Jornal Nacional (coisa rara, mas nas férias de algumas séries, tenho sintonizado lá sim) e vi algumas reportagens que mostravam projetos. E eu que tenho esta simpatia por tudo que é “terceiro setor”, logo me vejo emocionada com as iniciativas.
O JN mostrou o trabalho da Associação Saúde Criança Renascer, que já tinha me chamado atenção na Época. A forma como eles levam saúde a crianças carentes tem a estrutura que eu imagino ser digna e necessária: curar as crianças dando suporte à família. Vale a pena ver detalhes no site ou no JN.
Este caso (e o episódio de House de ontem) me lembrou uma experiência que vivemos perto do meu último natal antes de casar: através do MNMMR eu soube que um menino pernambucano precisava de apoio para se hospedar com a mãe e o irmão para fazer transplante de medula óssea em Curitiba (ao HC de lá é referência neste tratamento). Ele não era menino de rua ou em situação de risco, mas o Movimento quis ajudar e contatou a unidade de Curitiba, na qual eu voluntariava. Comentei com minha mãe e nós, junto com vários conhecidos (muitos da Seicho-no-Ie) nos reunimos e pagamos a pensão onde eles moraram por meses. E no Natal, como eles estavam ainda em Curitiba, os convidamos para passar a noite em nossa casa com nossa família e foi uma reunião muito especial. A gente sempre pode fazer alguma coisa, não é?
Alguns anos atrás, depois que voltei do Japão e já era mãe, recebi uma ligação da mãe deste menino, hoje um homem, me passando novamente o fone da casa deles, dando notícias (boas) dele e querendo saber de mim. Na hora pensei: a família da gente é do tamanho que a gente escolhe!

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.