Cuidados com as crianças no verão

Domingo retrasado eu postei no Twitter, animada, que estava na piscina com meus filhos. Minutos depois um seguidor que tenho lá (@josevitor, um advogado de Florianópolis) me mandou mensagem perguntando se o horário de sol estava certo para crianças. Confesso que, na hora, estando na beira da piscina depois de uma semana de duas viagens de trabalho e num dos primeiros domingos de sol em Sampa neste dezembro, eu fiquei até chateada.

Mas ele tinha toda razão. Seja na piscina, na praia ou mesmo no playrground do condomínio ou quintal de casa, é importantíssimo cuidarmos muito do tempo de exposição das crianças ao sol e ao calor. E no verão, especialmente nestes dias de férias, a gente fica mais “mole” né? Mas é quando precisamos redobrar os cuidados em relação ao sol, alimentação, vestuário e acidentes.

Como em quase tudo, as crianças são mais sensíveis aos raios solares do que os adultos, e por isso é preciso adotar hábitos especiais para os pequenos.

Mas, se sua família não for para o litoral, valem alguns cuidados também:

  • Nada de filtro solar ou exposição ao sol fora de hora em com menos de 6 meses de idade – na sexta passada eu estava no calçadão em Copacabana e vi um casal com um bebê prematuro no sol das 16h! Assegure-se de que há sombra total nos carrinhos e na cadeirinha do carro. Quando sair na rua, use sempre sombrinhas para o sol.
  • Acima de 6 meses: evite o sol entre 10 e 16 horas (17h se for horário de verão, né?) e mesmo nestes horários proteja a criança com chapéus (que ajude a proteger as orelhas, nariz e lábios) e roupas leves.
  • Não se iluda com dias nublados, pois os raios solares perigosos atravessam as nuvens e a neblina. E lembre-se que a luz do sol reflete na areia, no concreto e na água, atingindo a pele, mesmo na sombra.
  • Se mesmo com os cuidados houver queimaduras, fique de olho: vermelhidão e ardência leves podem ser resolvidos com um banho quase frio e hidratante, mas, se a queimadura parecer mais grave, ou surgirem sinais como moleza excessiva e febre, dê bastante água fria e procure atendimento médico.

P.S. Os melhores filtros solares para crianças são os de fator de proteção solar 30 (FPS 30) ou maior, também chamados de bloqueadores solares e devem ser aplicados 30 minutos antes da exposição, para aumentar o poder de absorção. Reaplique a cada 2 horas, principalmente quando a criança for à água ou transpirar muito.

Posts relacionados

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook