Longos períodos trabalhando na mesma posição pode provocar o surgimento de problemas circulatórios

Quem trabalha muito tempo na mesma posição, principalmente em pé, sabe o alívio que é chegar em casa à noite e colocar os pés para cima. No meu caso, eu sinto muito por passar boa parte do dia sentada, praticamente imóvel, na frente do computador e o que tem me ajudado muito é a rotina de caminhar na hora do almoço – no meu caso, vou e volto da escola da minha filha a pé neste horário, o que me dá 1,8km de atividade sob o sol, coisa boa! – e uma caminhada mais longa e vigorosa no começo da noite, quando costumo fazer uma 5 a 7 km.

(quer saber por que eu ainda não me rendi à corrida? Expliquei aqui)

Até Cooper se rendeu à caminhada!

Eu me cuido, mas poucos sabem que as consequências de permanecer o dia inteiro sentado ou em pé podem ir muito além de um simples desconforto nas pernas.

“O sangue é enviado pelo coração para as pernas através das artérias e é função das veias fazer com que este sangue retorne ao coração. Mas o coração sozinho não tem força suficiente para realizar o retorno, então a musculatura da batata da perna fica responsável por isso. Porém, quando não nos movimentamos também não ocorre a contração desses músculos, o que dificulta o retorno do sangue.”

kaboompics / Pixabay

Quem explica é a médica angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular.

Leia na íntegra a matéria com minha participação no site Gazeta Esportiva. Passem as fotos ➡️➡️➡️ As veias dilatadas e tortuosas que perderam sua função, as famosas varizes, causam danos estéticos, mas também circulatórios e por isso devem ser avaliadas por médicos angiologistas. “As principais complicações das varizes surgem em função da falta de atenção à doença. Além da questão estética, ao menor indício dos sintomas mais comuns, que são dor, inchaço, sensação de peso e cansaço nas pernas, o paciente deve procurar imediatamente a ajuda de um médico para orientar o tratamento”, explica a cirurgiã vascular e angiologista Dra. Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. . #varizes #circulaçao #complicações

A post shared by 🔹CLÍNICA DRA ALINE LAMAITA 🔹 (@alinelamaita.vascular) on

 

É a circulação incorreta que faz com que o sangue se acumule nas veias e migre para pequenos espaços nos tecidos ao redor, ocasionando a incômoda sensação de inchaço nas pernas, nos pés e nos tornozelos que quem passa muitas horas na mesma posição conhece bem.

“Em casos extremos, em que o músculo não é exercitado durante muito tempo, este inchaço pode ocasionar coágulos sanguíneos, trombose ou até mesmo embolia pulmonar. Além disso, períodos prolongados sem mudar de posição colaboram com o surgimento das varizes. Isso porque o sangue acumulado nas veias acaba prejudicando as válvulas existentes dentro dos vasos, responsáveis por controlar a passagem do sangue. Como o sistema valvular para de funcionar corretamente, as válvulas acabam deixando o sangue refluir, o que aumenta a pressão da área e causa alteração na parede da veia, tornando-a dilatada e tortuosa.”

Cuidados preventivos:

  • Quem trabalha muito em pé deve sempre procurar alternar o peso do corpo entre uma perna e outra. As mulheres também devem evitar o uso de saltos muito altos ou extremamente baixos. O recomendado é calçar sapatos ou sandálias com aproximadamente três centímetros de altura.
    (pois é, aquele tênis tipo Converse pode não ser o melhor, tampouco a rasteirinha ou a sapatilha tipo Molequinha!)
  • Quem passa longos períodos sentado deve levantar-se a cada hora para mexer as pernas por alguns minutos. É importante também que você evite cruzar as pernas ou sentar sobre elas, procurando sempre mantes as pernas ligeiramente separadas e os pés no chão.
  • Beber bastante água, manter uma dieta balanceada, diminuir a quantidade de sal nas refeições, praticar exercícios, evitar roupas apertadas e usar sapatos confortáveis e meias de compressão são outras dicas que podem ajudar a prevenir os problemas de circulação no dia-a-dia.

Observe suas pernas!

Caso você note qualquer tipo de alteração nas pernas, como mudança da coloração da pele, inchaço persistente, queimação, sensação de cansaço e retenção de liquido, é importante que você consulte um médico qualificado. Apenas ele poderá diagnosticar o problema e indicar o melhor tratamento para cada caso.

Curiosidades:

Ao contrário do que muita gente pensa, a meia-calça comum não possui nenhum elemento que favorece ou melhora a circulação sanguínea!

Pular corda é um dos melhores exercícios aeróbicos que existem e, além de não causar varizes, ajuda a fugir do sedentarismo! Uma das principais formas de prevenção das varizes é a prática regular de exercícios físicos, portanto, pular corda, correr, caminhar, nadar ou qualquer outra atividade física é benéfica.

Se você quer melhorar o seu retorno venoso, prevenindo o inchaço e o surgimento de varizes nas pernas, cuide da sua panturrilha.

Quando as varizes são tratadas adequadamente, elas NÃO voltam a aparecer naquela veia! Mas outras podem ser afetadas.

A maioria das pessoas prefere usar o elevador, mas você sabia que usar as escadas pode trazer vários benefícios para a sua saúde vascular?

 

Sobre a caminhada, leia também:

Ações anti-idade: exercícios, gargalhadas, sexo e caminhadas

Um projeto encantador: Carona a pé

Andar a pé para entrar em contato com a cidade

 

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.