Crianças na mídia: talento precoce ou trabalho infantil?

“Algumas crianças desenvolvem desde cedo um talento artístico. Muitos desses meninos e meninas prodígios já atuam profissionalmente como ator, DJ, tenor e dupla sertaneja. Para especialistas, o acompanhamento dos pais é muito importante para o desenvolvimento saudável desses pequenos artistas. A psicóloga e presidente da Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp), Quézia Bombonatto, afirma que a arte é importante para o desenvolvimento do indivíduo, mas também acaba promovendo e expondo muito a criança. Segundo ela, se os pais observarem atentamente a carreira de seus filhos e perceberem que o trabalho está se tornando algo desagradável, está na hora de parar e estimular outros interesses, sobretudo, fazer a criança estudar sempre. Em alguns casos, o Ministério Público intervêm impondo orientações aos pais, como sempre acompanhar os filhos nas atividades artísticas e exigir boas notas na escola.”

Este artigo da Folha de S. Paulo traz à tona um lado do trabalho infantil que não é o mais comentado, mas certamente o mais visto atualmente: o das crianças que trabalham para o nosso entretenimento.

Hoje começaremos uma série de papos informais no Twitter e Facebook para a campanha “É da nossa conta! Trabalho infantil e adolescente”, da Fundação Telefônica Brasil via projeto Pró-Menino.

Para quem quiser acompanhar ou participar, basta usar #semtrabalhoinfantil e nos acompanhar nos papos, que terão uma “concentração” de atividades das 15h às 16 de terças e quintas.

Você pode gostar também de ler:
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook