cidadania / destaque / sustentabilidade

Boa notícia: o Brasil já compensou nove vezes mais do que o estimado para as emissões diretas de gases de efeito estufa gerados pela Copa do Mundo!

Até agora, foram compensadas 535,5 mil toneladas de gás carbônico equivalente (tCO2eq), unidade de medição dos gases que interferem no aquecimento global, valor que ultrapassa as 59,2 mil tCO2eq estimadas para atividades como obras, uso energético nos estádios e deslocamento de veículos oficiais.

Os números podem aumentar pois as empresas têm até o dia 18/07/2014 para fazer novas doações de crédito de carbono, respondendo à chamada pública de doação de créditos de carbono, lançada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA).

A adesão não envolve qualquer transação financeira e as companhias que participarem da iniciativa receberão o Selo Baixo Carbono, além de serem incluídas em uma listagem organizada pelo poder público como doadoras oficiais de créditos de carbono da Copa do Mundo de 2014.

O Brasil é o único país que assumiu uma meta de compensação de gases do efeito estufa para um grande evento como a Copa.

A chamada pública é uma ação do governo federal alinhada à iniciativa privada, conforme prevê o Artigo 65 da Lei Geral da Copa. Com isso, companhias de todo o país doaram e ainda podem doar Reduções Certificadas de Emissões (RCE), os créditos de carbono, que são projetos de compensação de emissões certificados pelas Nações Unidas.

Segundo o estudo com dados das projeções de emissões, a Copa deve gerar emissões totais diretas e indiretas da ordem de 1,406 milhão de tCO2eq, divididos em:

  • 87,1% vêm do transporte aéreo internacional
  • 9,2%, dos voos nacionais (emissões indiretas)
  • 1,8% de hospedagem
  • 0,5% de obras
  • 1,4% de operações

Ao fim do campeonato, poderemos ver um inventário definitivo com a consolidação das emissões de gases de efeito estufa geradas pelo evento.

Por que esta compensação tem valor real?

Apesar de considerado um fenômeno natural, o efeito estufa tem sido intensificado nas últimas décadas acarretando mudanças climáticas. Essas mudanças decorrem do aumento descontrolado das emissões de gases como o dióxido de carbono e o metano. A liberação dessas substâncias decorre de atividades humanas como o transporte, o desmatamento, a agricultura, a pecuária e a geração e consumo de energia.

O Protocolo de Kyoto, acordo internacional com metas de redução de gases de efeito estufa para os países desenvolvidos, criou um mercado voltado para projetos de redução da emissão desses gases na atmosfera. Os projetos desenvolvidos no âmbito do MDL geram RCE, também conhecidas como créditos de carbono.

A chamada pública do MMA busca empresas que queiram doar RCE provenientes de projetos brasileiros aprovados pelo MDL. As RCE doadas deverão ter sido canceladas das contas dos participantes de projetos para garantir que elas não sejam usadas futuramente para outros fins.

Acompanhar quem compensou tem valor sustentável, assim como saber quem atendeu ao chamado do MMA nos mostra as potenciais parceiras políticas, portanto, valer ver a lista das empresas que já doaram créditos de carbono:

– Aperam South America
– Arcelormittal Brasil
– Bunge Brasil
– Estre Ambiental S.A.
– Gerdau S.A.
– Plantar Carbon Ambiental Ltda.
– Rhodia Uma Empresa do Grupo Solvay
– Rima Industrial S.A.
– Sinobras Siderúrgica Norte Brasil S.A.
– Solvi Participações S.A.
– Tractebel Energia S.A.
– Usiminas Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais S.A.
– Vallourec Tubos do Brasil S.A.
– Waycarbon Soluções Ambientais e Projetos de Carbono Ltda

😉

Você pode gostar também de ler:
Neste ano meu filho mais velho completa 18 anos e - geração Uber - ele
Há alguns anos, tive a honra de fazer um "tour" por uma parte do rio
Já ouviu falar do conceito “Design de energia”? https://www.youtube.com/watch?v=4q8ugvNZyrM   O programa Shizen Global Talent
Nasci em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, região linda do Paraná. E eis que eu,
Você é daquele tipo de consumidor que baseia suas escolhas em valores? Eu sou. Se
The following two tabs change content below.
Quarentona assumida, me sinto uma representante legítima da minha geração e, por que não, um modelo para as mais jovens que desejam envelhecer sem deixar de lado os pequenos prazeres da vida, da comida, da diversão, dos cuidados com a saúde e a beleza, das relações pessoais que fazem tudo valer a pena. Um breve resumo: cristã, jornalista, netweaver na otagai.com.br, blogueira no @avidaquer @maecomfilhos @cosmethica.

Comentários no Facebook

SEO Powered by Platinum SEO from Techblissonline Estatísticas